Breaking News

Iyá Regina de Oxosse celebra oitava edição do Batakoto

Texto e Fotos: Sérgio d´Giyan | atualizado em 27/11/2014 18:24

_SCF5729Foi grande entusiasmo de sua promotora, Iyá Regina de Oxosse, que o Batakoto comemorou sua oitava edição. O evento conduzido pela dupla de cerimonialistas Pai Renato de Obaluaiyé e Miriam de Oyá proporcionou aos que estiveram presentes diversas atividades, dentre as quais podemos destacar a apresentação do Grupo Orunmilá, do Grupo de percussionistas e dançarinos do Pegigan Anderson Abreu, além das palestras dos representantes de vários setores da cultura afro-brasileira.

Uma feira de artesanato e produtos dirigidos para os adeptos das religiões de matriz africana, como já é tradicional, foi montada nas instalações do Clube Helênico, no Rio Comprido.
Foi uma tarde de domingo para quem aproveitou para estreitar laços fraternos e adquirir mais conhecimento com as palestras dos mestres Pedro Miranda, Fátima Dammas, Tania Jandira, Ivanir dos Santos, Marcio Borges (MUDA), babalaos africanos, além de outros convidados.

Um grupo de baianas do acarajé deram um tom especial ao evento com seus trajes típicos e sua barraca que vendia a iguaria.

Analys e suas baianas do acarajé deram o tempero do evento.
Analys e suas baianas do acarajé deram o tempero do evento.

Um grupo formado por jovens índios apresentaram suas danças e músicas rituais de sua tribo ao fazerem diversas evoluções no salão do Helênico.

Grupo indígena  apresenta as danças e cantigas rituais de sua tribo
Grupo indígena apresenta as danças e cantigas rituais de sua tribo

O evento contou com grandes patrocinadores que apostam na qualidade do evento promovido por Iyá Regina, dentre eles, a mídia afro, como a rede social Agen Afro, o Jornal Awùre, Revista Orun Aiyé, Jornal União Espiritualista e o Jornal Icapra, além da ANMA – Associação Nacional de Mídia Afro. Vale destacar também a colaboração dada ao evento pelos outros patrocinadores, tais como: Loja Luz de Angola…

 

Pai Linaldo de Ogun e seus colares.
Pai Linaldo de Ogun e seus colares.
Dançarinos, músicos e performistas do Grupo Orunmilá
Dançarinos, músicos e performistas do Grupo Orunmilá
Ivanir dos Santos e babalawô africano proferem palestra sobre orixás no Brasil e na África.
Ivanir dos Santos e babalawô africano proferem palestra sobre orixás no Brasil e na África.

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *