Breaking News

Lei Federal nº 10.639/03 é pauta de agenda política com presidente do Senado e Vice-Governador do Estado de Alagoas.

 
c6e389fb-bc6a-4e98-8d28-c3b147c53369Por Arísia Barros

Postado em 10/01/2017 às 00:51 por Arísia Barros em Raízes da África  

 

Em reunião acontecida na noite desta segunda-feira, 09 de janeiro, a coordenadora  do Instituto Raízes de Áfricas,Arísia Barros, presidenta do PMDB Afro em Alagoas, Fernanda Monteiro, representante da ONG ELROI, Nelma Nunes, a estudante de Propaganda e Publicidade, Arianne Barros  e a deputada estadual, Jó Pereira estiveram presentes em uma mesa de debate com o presidente do Senado, Renan Calheiros e o vice governador de Alagoas, Luciano Barbosa.

A reunião, articulada pelo Instituto Raízes de Áfricas, enfocou os 14 anos que marcam a criação da  Lei nº 10.639/03, neste 09 de janeiro.

A 10.639/03 estabelece a obrigatoriedade do ensino da história e cultura afro-brasileiras e africanas nas escolas públicas e privadas do ensino fundamental e médio, através do  o Parecer do CNE/CP 03/2004 que aprovou as Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileiras e Africanas; e a Resolução CNE/CP 01/2004.

A Lei ressalta a importância da cultura negra na formação da sociedade brasileira.

O Presidente do Senado  e Luciano Barbosa mostraram receptivos em discutir uma proposta de parceria buscando   estreitar laços de diálogo, propondo a efetivação de um trabalho coletivo entre Estado e  sociedade.

Uma outra questão apresentada a  Renan Calheiros foi a proposta  do Governo Federal em abrir o Programa de Desenvolvimento Acadêmico Abdias Nascimento para perfis de pessoas não contempladas na ação.

Diversos outros assuntos foram tratados como a universalização do ensino, Programa Mulheres Mil.

Nelma Nunes falou sobre  a questão dos egressos do Sistema Socioeducativo e fez a sugestão de uma escola em tempo integral dentro das unidades socioeducativas.

Fernanda Monteiro  reafirmou uma   que  é necessário a política permanente do investimento humano.

A deputada estadual Jó Pereira  colocou seu mandato parlamentar a disposição para fomentar  a .articulação com os movimentos sociais

Renan Calheiros reiterou a disposição dele, do vice-governador para colaborar, no que for possível, em promover o desenvolvimento das políticas públicas já existentes, principalmente, as que priorizam as populações mais vulneráveis.

Ao final do encontro, como referendo ao 9 de janeiro e a Lei nº 10.639/03,  o presidente do Senado entregou a coordenadora do Instituto Raízes de Áfricas,   Arísia Barros, um exemplar do livro LEGBA- a Guerra Contra Xangô em 1912, de Fernando Antônio Gomes de Andrade.

 

 

Extraído do site de notícias Cada Minuto / Maceió – AL
http://www.cadaminuto.com.br/blog/raizes-da-africa/297765/2017/01/10/lei-federal-n-10-639-03-e-pauta-de-agenda-politica-com-presidente-do-senado-e-vice-governador-do-estado-de-alagoas

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *