Breaking News

Letra de 2014 de Ifá

N..NIboru, Iboye, Ibosise Meus irmãos, gostaria de retransmitir a Letra de Ifá do Ano de 2014, que todos ttenham um bom início de ano e tenham toda a prosperidade do mundo. Àsé "Odu, e Orixás regentes do ano 2014. Brasil.... Letra do Ano 2014 no Brasil (Patrono Rafael Zamora Ogunda Kete) A importância desta cerimônia está nos conselhos de Ifá para o ano de 2014. Como devemos direcionar nossas vidas nos aspectos sociais, na inter-relação entre os indivíduos, aspectos econômicos, que cuidados devemos ter com nossa saúde, possíveis fenômenos naturais, relações internacionais, aspectos religiosos, enfim, obter as informações necessárias através do oráculo de Ifá para seguirmos nós, nossa família e nossos irmãos religiosos, pelos melhores caminhos no ano que se inicia e, com isso, colaborarmos para a construção de um ano melhor e de um mundo melhor para todos, com mais respeito ao ser humano, ao próximo, com reconstrução de valores familiares e respeito à natureza. Os Babalawos realizaram as cerimônias pertinentes divididas em dois dias (14 e 15 de dezembro de 2013). No 1º dia as cerimônias foram restritas aos Babalawos. No 2º dia, todas as pessoas puderam participar das cerimônias de limpeza espiritual e louvação aos Orishas, fazendo seus pedidos e agradecimentos. Ao final das cerimônias do 2º dia realizamos a consulta ao oráculo de Ifá e tomamos conhecimento do Odu Ifá ou Signo de Ifá que traz os conselhos para o Brasil e o mundo no ano de 2014. A cerimônia foi realizada na Rua Onésio Manoel Belarmino nº 185 Parque Anchieta, Rio de Janeiro-RJ. Foi dirigida pelo Oluwo Marcus Vinicius Osa Kuleya omo Odun em companhia dos Babalawos: - Rafaelito Zamora Irete Untelu, Nilson Novaes Ogunda Leni, Danniel Fabrício Ogunda Dio, Janda Otrupon Alaguede, Evandro Cesar Ogunda Biode, Alírio Cortes Jr. Ofun Tempola, Adalto Labre Oshe Nilogbe, além das Apetebis, Babalorishas, Iyalorishas, Iworos e convidados presentes. Todos os Babalawos de nossa rama foram convidados. Sabemos que a Letra do Ano é feita pelo Babalawo mais novo consagrado neste ano, entretanto, o mesmo não estava presente. Diante disso, o Babalawo Zinho Baba Eyiogbe, que era o sacerdote mais novo presente na cerimônia, foi convidado então pelos Babalawos maiores que aí estavam para que realizá-se o Atefá ni Odun 2014 no Brasil. NOTA: A partir deste ano adotamos o nome do Oluwo Rafael Zamora Diaz Ogunda Kete como patrono da Letra do Ano no Brasil em memória ao nosso grande mestre, precursor da primeira cerimônia realizada, responsável pela introdução do conhecimento de Ifá e consagração dos primeiros Babalawos da rama afrocubana em nosso país. • ODU TOYALE IWA: IWORI BOKA (IWORI IKA, IWORI EKA, IWORI AYOKA) + II II I I II I II II • ODU LOKUTA LEKE: OKANA SHE (1º Testemunho) • ODU TOMALA BELANSHE: OYEKUN DI (2º Testemunho) Profecia de Ifá: OSOGBO EYO INTORI EGGUN ASHEBO (Tragédias, acidentes e guerras causadas por Espíritos Protetores) Onishe Eggun Ashebo – Adimu (Trabalho espiritual a Eggun Protetor – atender a Eggun com comidas rituais e comidas de nossas casas, velas, bebidas, tabaco, etc. pedindo pela tranquilidade dos espíritos em benefício de todos) Onishe Ara – Paraldo (Trabalho espiritual para o corpo – cerimônia de limpeza com Eggun realizada por um Babalawo para afastar espíritos negativos, obsessores, energias negativas e pessoas negativas) Onishe Leri – Obori Eleda ni eyebale eyele meyi fun fun (Trabalho espiritual à cabeça – cerimônia realizada por Babalawos, Babalorishas e Iyalorishas onde se oferecem 2 pombos brancos à cabeça (Bori) Ebo: Akuko fifeshu, malaguidi meyi, abiti, ofá, atitan ile, asho ara, asho timbelero, gbogbo ewe, gbogbo ashé, eku, eya, agbado, ori, oti, efun, oñi, epo, opolopo owo. (Esta cerimônia é realizada por um Babalawo. As pessoas devem procurar seus respectivos Padrinhos de Ifá ou um Babalawo de sua confiança para realizá-la) Orisha que rege o ano 2014: ESU (ELEGBARA) • Esu (Eshu, Exu) ou Elewara ou Elegbara como é conhecido. É considerada a entidade que mantém o equilíbrio dinâmico na vida. É o único Orisha existente antes da criação. Eshu existe independente de Olodumare, ainda que sejam originários do mesmo espaço. Eshu a escuridão e Olodumare a luz. Olodumare não pode eliminar a energia de Eshu e para continuar sua obra criou entidades possuidoras de poderes e inteligência, para que cuidassem da sua obra e não caíssem nas manobras proclamadas por Eshu. Porém isso não deu certo, pois Eshu, já desde o céu, antes de descerem a Terra as duzentas entidades criadas por Olodumare, havia manipulado suas mentes e, todavia, assim para fortalecer suas intenções de seu trabalho terrestre, baixou à Terra como a entidade 201ª, convertendo-se em uma entidade a mais, porém com características muito diferentes. A principal diferença ou característica é que Eshu não é criado por Olodumare. Ele desafia a qualquer entidade ou pessoa; possui um grande poder para multiplicar-se e é por isso, que cada Odu ou Orisha tem seu próprio Eshu como meio de equilíbrio e trabalho. Orisha que acompanha: OSUN (OSHUN, OXUN) • Oshun é a deusa do amor. Ela representa todas as emoções. O amor, o ódio, as lágrimas de alegria ou as lágrimas de tristeza. Oshun é a dona do Cobre e seus filhos usam braceletes como insígnia. Ela é a menor na ordem dos Orishas, mas é a mais poderosa e mais conhecida. Oshun é a deusa da fertilidade e dá felicidade às mulheres estéreis. Também cura os doentes com suas águas. Ela é a agua doce que mantém a vida. Ela está associada aos espelhos que refletem o homem como ele é. Oshun são as veias do corpo e domina o sangue. O título dela é Yalodé que é o mais alto que se pode outorgar a uma mulher. Oshun é mulher de estratégia. • Bandeira do ano: Metade vermelha e metade negro, com borda amarela e branca. Devemos usar atrás da porta de casa. CONSELHOS DE IFÁ: • Neste ano de 2014, Ifá nos alerta da importância da comunicação entre as pessoas. Diz Ifá: “Se assustou e não sabe por que”. A falta de comunicação leva a que cada pessoa ou grupo de pessoas façam pré-julgamento de outras. Devemos adquirir o hábito de procurar informações à respeito da pessoa que se apresenta, e, da mesma forma, informarmos nossa intenção e nosso objetivo para que evitemos interpretações errôneas da realidade de cada um e não nos deixando levar por falsos testemunhos. Esta informação é muito importante para nossos governantes. A transparência de suas intenções para com o nosso país é de suma importância para evitar questionamentos de seu povo. A ideia de um governo abarrotado de falcatruas, corrupções e o não cumprimento das promessas de governo feitas durante as campanhas eleitorais pode ser mudada através do intercâmbio de informações entre governo e a população. Na medida em que isso aconteça e que se exponha a verdade do trabalho dos governantes, esta inter-relação governo/povo será mais harmônica. Caso contrário, teremos um ano de muitos manifestos populares por insatisfação, e, da mesma forma, a insatisfação entre países, levando à problemas nas relações diplomáticas. • Ifá diz que a comunicação também será importante em nossas casas, sobretudo na relação conjugal. A infelicidade matrimonial levará a infidelidade no matrimônio. O diálogo entre marido e mulher sobre questões insatisfatórias dentro da relação deve prevalecer para que evitemos as discussões, brigas, chegando à violência. Neste ano teremos aumento considerado do número de crimes passionais. • Na questão econômica, teremos um princípio de ano difícil causado principalmente por problemas de acordo entre o Brasil e outros países, levando à escassez de algum produto ou matéria prima importada, resultando no aumento de custo de vida. Perspectivas melhores para o 2º semestre do ano. No entanto, comerciantes de pequeno porte tendem ao crescimento. • Diz Ifá: “Quem com ferro fere, com ferro será ferido”. Neste ano, quem der amor, receberá amor. Quem der violência, receberá violência. Quem der a paz, receberá a paz. Devemos medir nossos atos e palavras para que não retornem a nós mesmos. • Neste ano, Ifá nos aconselha que devemos respeitar muito os espíritos. Temos necessidade de adquirir conhecimentos a respeito da importância dos nossos ancestrais em nossas vidas, em nosso conhecimento, nosso dia a dia, nosso bem estar, nosso caminho religioso e em nosso futuro aqui na Terra. Esclarecer as diferenças que existem entre Guia Espiritual (Egun Ashebo), Espírito Protetor (Egun Elemi), Espírito Familiar (Egun Ara), Espírito Maior Religioso (Egun Alawalawa), Espírito Guardião (Egun Kusitulá), Espíritos dos 4 cantos do Mundo (Egun Merinlaye), Espíritos Obsessores, obscuros, sem luz (Egun Buruku). Este esclarecimento se faz necessário para que possamos realizar as cerimônias corretas a cada um desses espíritos. Para isso, temos que buscar o conhecimento, sobretudo os sacerdotes desta religião (Babalawos, Babalorishas, Iyalorishas), para que possam ensinar aos seus seguidores. Diz Ifá que os espíritos não estão satisfeitos com a forma com que os homens se relacionam, como cuidam uns dos outros, a falta de respeito mútuo e o descuido para com a natureza, o lugar onde vivemos que nos foi dado por Olodumare (Deus). O descontentamento dos espíritos com relação a falta de cuidado com a natureza leva ao acontecimento de catástrofes naturais como excesso de chuvas e consequentemente o transbordamento dos rios resultando na mortes de muitas pessoas. O aumento de temperatura que leva ao aumento da seca no Nordeste do país. Este ano, os espíritos (Egun) devem ser bem atendidos para que se acalmem, perdoem nossos erros, e, com isso, possamos diminuir a violência instalada entre as pessoas, guerra entre os países e catástrofes. Este odu Ifá diz que devemos oferecer flores no cemitério em uma sepultura humilde, pedindo a proteção de todos os espíritos. • A verdade deve imperar em nosso comportamento. Devemos ser verdadeiros com as pessoas para que tenhamos credibilidade, e devemos ser verdadeiros com nós mesmos, acima de tudo. A nossa religiosidade e nossa espiritualidade deve ser posta em prática para que através dos ensinamentos dos sacerdotes e da aprendizagem dos fiéis, seja qual for a religião, todos nós consigamos melhorar como seres humanos e transmitir nossa mensagem de paz para o mundo. • Este odu Ifá favorece a pessoas que tem habilidade com os pés. O governo deve investir em esportes como futebol e corridas atléticas, além da prática da dança. • Com relação à saúde, devemos ter cuidados com doenças relacionados com o aparelho digestivo, sobretudo, no estômago, doenças de pele e depressão. Desejamos a todos os irmãos e amigos um ano com saúde, inteligência e paz. Que Olofin possa nos ajudar a tomar as decisões corretas para nossas vidas, e assim, superarmos as adversidades. Àse! Iboru Iboya Iboshishe Oluwo Marcus Vinicius Osa Kuleya Omo Odun" Boa sorte a todos.... http://redeafrobrasileira.com.br/profiles/blog/show?id=2526150%3ABlogPost%3A299677&xgs=1&xg_source=msg_share_post

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Ilé Asé Omin Oiyn, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Hoje, é editor do Jornal Awùre. Diretor Financeiro da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. Colabora com a assessoria de comunicação do PPLE - Partido Popular da Liberdade de Expressão Afro-Brasileira. É sócio diretor na agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *