Breaking News

Lideranças religiosas levam reivindicações ao Governador

 

Texto e Fotos: Sérgio d´Giyan | 20/10/2014 19:00

 

A CCIR e a Igreja Católica realizaram nesta segunda-feira (20) um encontro para encaminhar ao candidato à reeleição, Luiz Fernando Pezão, atual Governador do Estado do Rio de Janeiro, algumas reivindicações das diversas lideranças religiosas que estiveram presentes neste ato.
A solenidade aconteceu no centro de convenções do Windsor Florida Hotel, no Flamengo, e representando o candidato, sua esposa, Maria Lúcia Jardim, advogada e administradora da ONG Rio Solidário. Pela CCIR – Comissão de Combate a Intolerância Religiosa, o Babalawô Ivanir dos Santos e pela Igreja Católica, o Padre Omar Raposo, que abriu a cerimônia.

Após a explanação do Padre Omar, de Ivanir, que neste ato, entregou um carta pessoal para ser encaminhada ao Governador Pezão e de Maria Lucia, alguns representantes de diversas expressões religiosas fizeram o uso da palavra, como Carlos Dias, da Pastoral da Fé e Política da Igreja Católica, que aproveitou o momento para discursar contra a atual presidente do Brasil e candidata à reeleição, Dilma Roussef. Sua fala, não obteve coro na plenária, e após sua fala, deixou o evento.

Pela Associação Arquidiocesana Tarde com Maria, seu fundador presidente, Berthaldo Soares, trouxe à discussão a iniciativa do turismo religioso, onde relatou alguns contratempos que tivera com a Guarda Municipal e com a Polícia Militar durante a Caminhada que realizou na Barra da Tijuca. Berthaldo administra o Santuário de N. Sa. de Fátima, localizado no Recreio dos Bandeirantes, e muito procurado por turistas cristãos que visitam o Rio de Janeiro. Em seguida, Soraya Moreno, coordenadora de turismo da Secretaria de Turismo do Estado do Rio de Janeiro esclareceu que já existe um estudo para disseminar e concretizar o turismo religioso no Estado, e que durante a Jornada da Juventude, pode oferecer aos participantes visitas guiadas ao Cristo Redentor e igrejas históricas do centro da cidade.
A comunidade muçulmana relatou que mulheres muçulmanas quando em entrevista de emprego são discriminadas devido ao uso de paramentos religiosos como o véu que cobre suas cabeças.

Também discursou outras lideranças, como a Presidente do Conselho de Igrejas Cristãs do Rio de Janeiro, pastora Lusmarina Campos.
Representando a Umbanda, Fátima Damas, presidente da Congregação Espírita Umbandista do Brasil, citou a dificuldade em realizar a Festa de Iemanjá na Praia de Copacabana, por conta da taxa que é cobrada pela municipalidade pela exploração do local para àquele evento.

A Iyalorixá Márcia de Oxun, filha de Mãe Menininha do Gantois, e dirigente de uma casa de santo em São Gonçalo discursou por último, e resgatou a ancestralidade e pediu mais respeito aos adeptos do Candomblé, e cobrou a manutenção da laicidade do Estado. Todas as falas eram respondidas pela Sra. Maria Lucia, que enfatizou que estava feliz em poder aprender com todos os presentes, e que todas as reivindicações seriam encaminhadas ao Governador. O Padre Omar, que administra o Corcovado, convocou a todos para uma missa solene em ação de graças que será realizada para agradecer pela vitória do candidato ao pleito de governador do Estado.

Estiveram presentes Pai Renato de Obaluaiyé, Pai Renato de Ogun, Pai Yango de Obaluaiyé, da Revista Agen Afro, Ogan Tainã, Marco Xavier, do MUDA, além da Deputada Estadual Myriam Rios.

O Grupo Impacta Rio que congrega jovens de diversas comunidades religiosas e um coro musical da igreja católica entregou uma faixa à esposa do Governador Pezão. Na faixa, a imagem do Papa Francisco trazendo uma mensagem de união, esperança e tolerância religiosa.

DSCF5208

 

DSCF5225

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Ilé Asé Omin Oiyn, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Hoje, é editor do Jornal Awùre. Diretor Financeiro da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. Colabora com a assessoria de comunicação do PPLE - Partido Popular da Liberdade de Expressão Afro-Brasileira. É sócio diretor na agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *