Breaking News

Londrina será palco da 1ª Feira Afro-Indígena de Londrina

Redação Bonde com assessoria de imprensa – 12/05/2016 — 15:21

 
O Calçadão de Londrina será palco da 1ª Feira Afro-Indígena, neste sábado (14), das 9 às 16 horas. O objetivo da feira é dar maior visibilidade aos artistas, artesãos, fomentadores e empreendedores culturais locais.

A realização da feira destaca a importância da cultura afro-indígena na cidade, mostrando a força cultural dessas manifestações.

A feira contará com exposições de artes plásticas e fotografia. Barracas com comidas típicas das comunidades afro-brasileira e indígenas. Haverá, ainda, barracas de comercialização de materiais produzidos pelos artesãos locais. Além disso, atrações Artísticas, danças típicas e discotecagem black music.

 

Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook

Mais informações pelos telefones (43) 9625-2281 e 8479-8297, com o produtor cultural Banana Flow.

Programação
Atrações – Palco Livre
Maracatu
Vagner Nogueira – Voz e violão
Levante – Gritaram-me Negra! – Intervenção
Paiakam – voz
AzMina – Intervenção
HipHop Mhol/Mh2/H2L
Contação de História com Aldo Moraes
Mauricéia e Michele Praxedes
Braga – Mestre de Cerimônia
DJs
Damião Mili Anos
Talita – e meninas (UEL)
Guerreiros Kaíngangues – danças Típicas
Artes Plásticas
Agenor Evangelista

Fotografia
Gustavo Carneiro – exposição do foto-documentário Cores do Gueto
Batuque na Caixa – exposição de fotos e distribuição de folhetos poéticos
Hip-Hop-Soul-Black – Aparelhagem Antiga

SERVIÇO:
1ª Feira Afro-Indígena de Londrina
Data: 14/05/2016
Horário: das 9 às 16 horas
Local: Calçadão de Londrina

 

Extraído do site Bonde / Londrina – PR
http://www.bonde.com.br/?id_bonde=1-2–59-20160512

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *