Breaking News

Mãe Carmem: “Estou feliz com a homenagem da Vai Vai à Mãe Menininha”

mae-carmem-do-gantois_1668319

rjacobina@grupoatarde.com.br | Dom, 18/09/2016 às 12:46

 

Mãe Carmem do Gantois (Foto: Claudiomar Gonçalves | Divulgação)

A escola de samba paulista Vai Vai elegeu Mãe Menininha do Gantois como enredo do Carnaval de 2017. Antes de aceitar a homenagem, a filha e sucessora da ialorixá à frente do Terreiro do Gantois, Mãe Carmem, pediu um tempo para pensar e consultou os orixás. A seguir, trechos da conversa exclusiva que  ela manteve com a coluna na última quarta-feira.

Como a senhora e o povo de santo do Terreiro do Gantois receberam a homenagem?

Honestamente, me senti lisonjeada e preocupada ao mesmo tempo. Pedi um tempo para pensar, conversei com algumas pessoas e consultei os orixás, que não viram nada de mal nisso.

Quem da escola esteve com a senhora?

Veio uma comissão aqui com o presidente, o carnavalesco e outros membros da diretoria. Quando me informaram, fiquei com um pouco de receio pelo desconhecido.

Qual será o ganho dessa homenagem para o terreiro?

Primeiro, isso nos deixa muito felizes, saber que minha mãe ainda é tão lembrada 30 anos depois de sua morte e, segundo, porque a história dela será contada e as pessoas mais jovens, que nasceram depois de sua morte, a conhecerão.

A senhora vai desfilar em algum carro alegórico?

(risos) Eu! Não. A homenageada é pra mamãe, eu não sou carnavalesca, mas espero ter condições de ir assistir.

A senhora tem ajudado o carnavalesco a desenvolver o enredo da escola para contar a história de Mãe Menininha?

Não. Eu não sei de nada ainda, Eles ficaram de me manter atualizada acerca do desenvolvimento das coisas, mas até agora não me mandaram nada ainda. Mas ficaram de me mostrar as fantasias, os carros, as alegorias e até o samba-enredo. Estou aguardando, estão ainda no prazo que me deram. (mais risos)

E qual é sua expectativa?

Estou aguardando as novidades e acredito que uma escola de samba do porte da Vai Vai deverá fazer um lindo desfile.

 

201529141465549ronaldo_gcor_

Extraído da página do colunista Ronaldo Jacobina do Jornal A Tarde / Salvador – BA
http://atarde.uol.com.br/coluna/ronaldojacobina/1802503-estou-feliz-com-a-homenagem-da-vai-vai-a-mae-menininha-premium?status=

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *