Breaking News

Mãe Stella de Oxóssi será homenageada em Festival Literário na BA

Liderança de destaque no Candomblé, escritora Ialorixá de 89 anos, é a primeira Mãe de Santo a ocupar cadeira em uma Academia de Letras do Brasil

CIDADANIA E JUSTIÇA

Flica 2041

 

por Portal BrasilPublicado: 31/07/2014 18:33

 

Divulgação/Seppir/PR

Este ano, além do Flica, ela foi homenageada com o livro “Mãe Stella de Oxóssi – Estrela nossa, a mais singela!”
Este ano, além do Flica, ela foi homenageada com o livro “Mãe Stella de Oxóssi – Estrela nossa, a mais singela!”

 

A autora Maria Stella de Azevedo Santos, a conhecida Mãe Stella de Oxóssi, será a primeira homenageada de um Festival Literário de Cachoeira (Flica 2014), no recôncavo da Bahia. Mãe de Santo, enfermeira, escritora, Mãe Stella foi a primeira Ialorixá a ocupar cadeira em uma Academia de Letras do Brasil. Em sua quarta edição, o evento neste ano ocorre entre os dias 29 de outubro e 2 de novembro, com debates, programação musical, infantil e pockets shows.

Na página eletrônica do Festival e nas redes sociais Twitter (@flicaoficial) e Facebook (FlicaOficial) podem ser conferidos os detalhes do evento, que terá três espaços: no Claustro do Carmo ocorrerão as mesas e encontros com autores; a Fliquinha (programação infantil) acontece no novo cinema, o Cine-Teatro Cachoeirano; e a Praça da Aclamação recebe a programação musical.

Uma das novidades deste ano é que o Flica passa a homenagear um autor e a primeira será Mãe Stella, liderança de destaque no Candomblé baiano e nacional. Com legado inestimável, a líder religiosa é referência nas ações de valorização das tradições de matriz africana. Mãe Stella é colunista do Jornal A Tarde da Bahia, e autora dos livros “E Daí Aconteceu o Encanto” (em parceria com Cléo Martins), “Meu Tempo é Agora”, “Òsósi – O Caçador de Alegrias”, “Owé”, “Epé Laiyé – terra viva”, “Ofún”, e “Opinião – artigos publicados em A Tarde”.

Na Academia de Letras da Bahia, a líder religiosa ocupa a cadeira 33, cujo patrono é Castro Alves. Devido às inestimáveis contribuições acadêmicas e culturais, a Ialorixá recebeu ainda o título de Doutora Honoris Causa da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), em 2009.

Este ano, além do Flica, ela foi homenageada com o livro “Mãe Stella de Oxóssi – Estrela nossa, a mais singela!”, obra organizada pelo escritor Marcos Santana. Conforme destaca a sinopse, a publicação resgata o perfil biográfico e traz um resgate histórico e cultural por meio de poesias, depoimentos, resenhas e análises de produções intelectuais da Ialorixá, feitas por autores como Edivaldo Boaventura, Muniz Sodré, Antônio Olinto, Jorge Amado, Fernando Coelho, Padre Arnaldo Lima, Dorival Caymmi, Jorge Portugal, Menininha do Gantois, Detinha de Xangô, Marco Santana e da própria Mãe de Santo.

Mãe Stella

Nascida no dia 2 de maio de 1925, em Salvador (BA), Mãe Stella foi iniciada no Candomblé aos 14 anos, por Mãe Senhora. Em 1976, foi escolhida para assumir a liderança do terreiro Ilê Axé Opô Afonjá, no qual permanece. A casa fica no bairro de São Gonçalo do Retiro, na capital baiana. Com formação em enfermagem pela Escola de Enfermagem e Saúde Pública da Universidade Federal da Bahia, a Ialorixá chegou a exercer também essa profissão por 30 anos.

Fonte:
Secretaria de Políticas Públicas de Igualdade Racial

 

 

Extraído do site Portal Brasil

http://www.brasil.gov.br/cidadania-e-justica/2014/07/mae-stella-de-oxossi-sera-homenageada-em-festival-literario-na-ba

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *