Breaking News

Mago denuncia novo caso de intolerância; templo foi apedrejado

Segundo responsável do local, um dos autores do ataque carregava um livro preto. Ao todo, seis pedras foram recolhidas

NICOLÁS SATRIANO | 18/06/2015 18:10:10 – Atualizada às 18/06/2015 18:26:24

 

 

Mago mostra as pedras que, segundo ele, atingiram o templo religioso Foto:  Daniel Castelo Branco / Agência O Dia
Mago mostra as pedras que, segundo ele, atingiram o templo religioso
Foto:  Daniel Castelo Branco / Agência O Dia

Rio – Mais um caso de intolerância religiosa registrado no Rio. A Casa do Mago, que fica na Rua Humaitá, na Zona Sul do Rio, foi apedrejada na manhã desta quinta-feira, segundo o responsável pelo templo, Ubirajara Pinheiro, 62, o Mago. Três homens, um deles com um livro preto na mão, arremessaram seis pedras contra o templo religioso e danificaram imagens do local, de acordo com Ubirajara. Além disso, uma senhora teria sido atingida por uma das pedras, contou o Mago.

Na investida, foram atingidas uma estrela néon e a imagem de Nossa Senhora da Conceição. Ambas representações ficam na entrada do templo. Segundo o espiritualista, o objetivo dos autores do crime era atingir a imagem de Thiago de Nazaré, normalmente confundida com a imagem do diabo, disse o Mago. Ubirajara contou que esta não foi a primeira vez que a Casa do Mago foi alvo de violência.

“Nós estamos atravessando uma guerra de religiões que envolvem muitas crenças. Para deus não há distinção, todos são iguais”, disse.

O ataque ocorreu dias depois de uma menina candomblecista de 11 anos ser apedrejada. Kailane Campos foi atingida por uma pedrada na cabeça no último domingo quando seguia para um centro espiritualista na Vila da Penha, na Zona Norte da cidade. Vestida com as roupas do candomblé, Kailane afirmou que não perdoa seus agressores que ainda não foram identificados.

 

Extraído do site do Jornal O Dia on line / Rio de Janeiro – RJ
http://odia.ig.com.br/noticia/rio-de-janeiro/2015-06-18/mago-denuncia-novo-caso-de-intolerancia-templo-foi-apedrejado.html

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *