Breaking News

Malafaia diz que babalorixá quer fazer política em caso de intolerância

Ivanir dos Santos é filiado ao PT e já disputou eleições para deputado e vereador sem conseguir votos

por Leiliane Roberta Lopes

 

 

Malafaia afirma que babalorixá quer fazer política
Malafaia afirma que babalorixá quer fazer política

O pastor Silas Malafaia voltou a comentar sobre o caso de intolerância religiosa sofrido por uma garota de 11 anos no Rio de Janeiro. Dessa vez a mensagem foi direcionada ao babalorixá Ivanir dos Santos que cobrou os líderes evangélicos para se posicionarem sobre o acontecido.

Malafaia resolveu afirmar que o interesse de Santos na história de Kailane Campos é político, uma forma de se promover e conquistar votos para sua próxima disputa, já que ele é filiado ao PT e concorreu, sem sucesso, nas eleições passadas.

“Ele tem uma ONG que ganha grana de estatais porque ele é filiado ao PT, vive com essa conversa para mamar grana”, disse Malafaia. O pastor assembleiano pediu cautela, pois a forma como Ivanir dos Santos se manifestou soou como intolerância contra os evangélicos.

“Isso foi um fato pontual e você quer capitanear politicamente, só que em cima de mim não vai dar”, afirmou. Sobre se encontrar com o babalorixá, Malafaia se negou e disse que jamais fará isso, pois ele não representa o segmento de religiões afro-brasileiras.

“Eu jamais vou sentar com você, pra começo de conversar, porque você não representa esse segmento. E eu não preciso dar satisfação à mídia de que eu sou contra a qualquer tipo de agressão”, disse.

Malafaia não tem dúvidas de que todos os líderes evangélicos são contra a violência e não estimulam seus fiéis a agredir as pessoas. Porém, ele acredita que a ideia de jogar a população brasileira contra os evangélicos é uma tentativa de barrar o crescimento da religião no país.

 

Assista:

Extraído do site Gospel Prime
http://noticias.gospelprime.com.br/malafaia-babalorixa-politica-intolerancia/

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *