Breaking News

MANIFESTO DO POVO DO SANTO CONTRA INTOLERÂNCIA RELIGIOSA ACONTECE NESTE SÁBADO

12/05/2016

Foto divulgação
Foto divulgação

Neste sábado, dia 14, das 10h às 18h, o Grupo Povo do Santo Contra a Intolerância – Petrópolis vai estar no calçadão do CENIP, com o Manifesto Povo do Santo e recolhendo assinaturas para a criação da Comissão Municipal de Combate a Intolerância Religiosa.

A ideia do movimento surgiu durante as reuniões mensais realizadas pelo grupo, com a proposta de manifestar repúdio e indignação a todas as formas de intolerância e preconceitos que atingem a sociedade, em especial aos adeptos das religiões afro-brasileiras, com relatos de agressões físicas e verbais.

“Torna-se inadmissível que em um país plural como o Brasil, formado por etnias diversas e culturalmente diferentes, tais atos que atentam contra a vida e contra a livre manifestação de credo ainda persistam em nosso meio. Lembramos que tal manifestação é direito humano e constitucional do cidadão. E tal liberdade não pode ser violada ou coibida por quem quer que seja”, comenta Pai Pedro Nogueira, membro do Povo do Santo Contra a Intolerância Religiosa.

Com ações centralizadas em três frentes de trabalho: educacional, sociopolítica e cultural, surge o primeiro movimento concreto desta iniciativa com a proposta da criação da Comissão.

O abaixo assinado para solicitar ao Poder Executivo Municipal a criação desta Comissão, via decreto, já está nas redes sociais mas, para torná-lo ainda mais amplo e acessível, estará disponível e poderá ser assinado durante o Manifesto marcado para sábado. A busca é por atribuir, propor e criar um Política Municipal de Combate à Intolerância Religiosa e Respeito à Diversidade de Culto e reconhecimento das Religiões de Cultos de Matriz Africana, Afrodescendentes e Afro-brasileiros como Patrimônio Imaterial Cultural de Petrópolis.

“Na petição online, nosso objetivo, até o final de maio é conseguirmos duas mil assinaturas. Isto fora as nossas idas em terreiro e a mobilização de sábado”, explica Vagner Costa, também membro do grupo.

“Este já é um contingente muito bom. Se pensarmos que temos em torno de 240 mil eleitores na cidade, dois mil representa aproximadamente 1%, o que é um peso. Com dois mil votos se elege um político na cidade”, acrescenta Pai Pedro, dizendo ainda que todo este processo não se restringe somente as religiões afrobrasileiras, embora este seja o foco.

“Nós queremos ter uma cultura de paz, não queremos ser tolerados somente. Deve existir um respeito incondicional à todas as formas de se entender e se exercitar o sagrado, independente da religião, embora as religiões afrobrasileiras sejam mais preconceituadas. Esse diálogo com o que é contraditório também faz parte deste nosso processo de questionamento”.

Os organizadores fazem questão de frisar que o movimento é totalmente apartidário, não estando preso a nenhum setor político.

“Temos que ser um movimento suprapartidário, ou seja, estarmos acima disso. Observando as necessidades deste Povo do Santo em primeira instância.”

Mais informações podem ser adquiridas na página facebook.com/intoleranciaRAB.

Serviço

Manifesto do Povo do Santo

Onde: Calçadão do CENIP

Quando: sábado, a partir das 10h

Informações: facebook.com/intoleranciaRAB

 

Extraído do site do Jornal Tribuna de Petrópolis / Petrópolis – RJ
http://e-tribuna.com.br/ler/-manifesto-do-povo-do-santo-contra-intolerancia-religiosa-acontece-neste-sabado/2323

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *