Ministério promove seminário sobre cultura digital afro

Intuito da iniciativa é inaugurar o processo de articulação em rede dos projetos contratados no âmbito do edital Preservação

 

por Portal BrasilPublicado: 01/12/2014 15h15Última modificação: 01/12/2014 15h15

 

O Ministério da Cultura (MinC), em parceria com a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), irá realizar, entre os dias 4 e 6 de dezembro, em Recife, o Seminário Oficina Afro Digital.

O evento tem como objetivo inaugurar o processo de articulação em rede dos projetos contratados no âmbito do  edital Preservação e acesso aos bens do patrimônio Afro-Brasileiro, além de apresentar e debater questões importantes em prol de uma política nacional para acervos digitais.

O edital Preservação e acesso aos bens do patrimônio Afro-Brasileiro é uma iniciativa do MinC em parceria com a UFPE e a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), e em articulação com a Rede Memorial. Com investimento inicial de R$ 1,7 milhão, o edital selecionou projetos de coleta, resgate, recuperação, conservação e disponibilização de acervos para o acesso público em meio digital.

O foco são acervos de interesse científico e cultural de bens do patrimônio afro-brasileiro. O objetivo é ampliar a disponibilidade e acessibilidade para pesquisadores e para a sociedade civil. “A maximização de oportunidades para geração de conhecimento novo a partir desses acervos disponibilizados é objeto fundamental desta iniciativa”, destaca o coordenador-geral de Cultura Digital do MinC, José Murilo.

O evento contará com a participação de representantes dos projetos selecionados no âmbito do edital, que cumprirão agenda de oficinas com atividades para articular e sintonizar o processo de digitalização, catalogação e publicação das coleções e acervos envolvidos nos projetos.

Na dimensão técnica, o encontro objetiva desenhar um modelo de desenvolvimento de padrões que irão permitir a interoperabilidade entre os diversos acervos digitais em diferentes formatos (textual, iconográfico, áudio, vídeo, objeto 3D).

A ênfase deve ser no esforço de compatibilização dos diferentes modelos de catalogação e no desenvolvimento dos vocabulários e ontologias demandados pelos novos esquemas de classificação de conteúdos para o acesso digital (dados interligados / linked data).

Entre as novidades propostas pela iniciativa está a introdução do conceito de Curadoria em Rede para acervos digitais. Tal conceito enfatiza o papel central que usuários da web, em seus mais diversos níveis de especialização técnica, passam a desempenhar na classificação, contextualização e visibilidade das coleções digitalizadas disponibilizadas na internet.

Fonte:

Ministério da Cultura

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative CommonsCC BY ND 3.0 Brasil

Extraído do Portal Brasil / EBC
http://www.brasil.gov.br/cultura/2014/12/ministerio-promove-seminario-sobre-cultura-digital-afro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *