Breaking News

MODA AFRO & FASHION: Marcas baianas apostam na criatividade e se destacam no cenário da moda afro

 

Lívia Montenegro

22/11/2015 09:33:00Atualizado em 22/11/2015 09:42:30

 

Peças feitas a mão, acabamento cuidadoso e critérios aprofundados de pesquisa para desenvolver objetos criativos e relacionados à cultura afro. Esses são conceitos que permeiam as criações das 26 marcas de roupas e  acessórios que participaram na última sexta-feira do Afro Fashion Day Salvador, realizado pelo CORREIO. Com referências variadas, as criações primam pelo refinamento.

  • La Abuela (Fotos: Alex Dantas)
  • Afreeka
  • Aladio Marques
  • By Aninha
  • N Black
  • Candida Specht
  • Carol Barreto
  • Crioula
  • Dresscoração
  • Gefferson Vila Nova
  • Goya Lopes
  • Jeferson Ribeiro
  • Ju Fonseca
  • Katuka
  • Kelba Deluxe
  • Meninos Rei
  • Mônica Anjos
  • Negriff
  • Ori Turbantes
  • Outerelas
  • Porto do Biquini
  • Vivire
  • Vinicius Cerqueira
  • Soudam
  • Y

Candida Specht
A marca homônima surgiu em 2001 e abusa das estampas e suas misturas do tecido com o couro. São bolsas, mochilas, nécessaires, malas térmicas, calçados, acessório para cabelo e cangas. O estilo da marca é cool, um boho brasileiro, antenado com as  novidades, mas livre para misturar o handmade com o clássico. A última coleção lançada, Toda Leveza, foi elaborada cheia de detalhes para receber os dias de sol. São peças de tecidos de fibras naturais, rústicos e com cores tranquilas que se combinam com ligas bordadas, búzios, trançados, conchas e badulaques. Instagram: @candidaspecht

Aládio Marques

Vencedor do concurso Novos Talentos do Barra Fashion 2012, o estilista Aládio Marques é responsável por alguns looks de artistas como Mariene de Castro. Suas peças se destacam pelos cortes geométricos que  criam contrastes entre a rigidez e a fluidez. Elas possuem caimento e modelagem distintas para quem quer sair do óbvio. Instagram: @aladiomarques

Carol Barreto
A marca, idealizada pela estilista  Carol Barreto, busca elaborar processos criativos e produtivos respeitáveis e horizontais para construção de produtos e imagens de moda a partir de reflexões sobre as relações étnico-raciais e de gênero, corroborando com as propostas do  Slow Fashion e moda ética. O público-alvo da marca são mulheres jovens de espírito, independente de faixa etária ou classe social, mas que estejam interessadas numa roupa semântica, que comunique  visão de mundo e pertencimento identitário.  Instagram: @carolbarretocob

Gefferson Vila Nova
Dentro de um mix que ultrapassa as barreiras do usual, a grife Gefferson Vila Nova traz em seu DNA uma linguagem estética contemporânea, aliando arte, design, tecnologia e inovação. Com coleções exclusivamente femininas, a marca faz parte do time da Black Sheep do Not Just A Label, plataforma inglesa para novos designers independentes. Os produtos podem ser encontrados no atelier localizado no bairro do Rio Vermelho. Instagram: @ geffersonvilanovaofficial

Katuka
A marca foi oficialmente criada há cerca de dez anos, pelo sociólogo Carlos Danon e pelo designer Renato Carneiro. A Katuka Africanidades combina as novas tecnologias têxteis e as silhuetas contemporâneas aos elementos clássicos do vestir africano.  Assim, (re)cria uma forma de representação das heranças africanas na paisagem da moda brasileira. Pressupõe um caminho que traz a identidade ancestral negra inscrita por várias Áfricas. Instagram: @katukaafricanidades

La Abuela
Lançada em 2012,  por Tarsila Ferreira, a marca surgiu depois de pesquisas e experiências com o bordado. Desde as primeiras peças, a La Abuela mantém como características o estudo das formas geométricas, a influência das culturas latino-americanas e a mistura de cores fortes em acessórios que se destacam pelo uso do ponto cheio. O objetivo da marca é criar peças bordadas à mão que possuam uma estética mais contemporânea. Instagram: @casadaabuela

N Black 
A N Black é uma marca de roupas e acessórios afros, unissex, criada e idealizada por Najara Black, em 2005. Ela nasceu  com o intuito de fazer  moda para todos aqueles que se identificavam como e com negros e afrodescendentes, elevando a autoestima, empoderando e dando sentido de pertencimento a essas pessoas. Era  destinada exclusivamente à fabricação de camisas, mas se expandiu para outros itens.  Instagram: @najarablack

Soudam
Ismael Soudam tornou-se estilista incentivado pela mãe, que era costureira.
A marca foi criada em 2008 e atua no segmento de moda praia. As peças são idealizadas e desenvolvidas de forma primorosa pelo estilista, e suas coleções seguem da pronta entrega  até as peças exclusivas e sob medida. A Soudam desenvolve um estilo de moda balneário com peças versáteis que podem ir além da praia, preservando o conforto com cortes elegantes e sofisticados. Instagram: @ismaelsoudam

 Dresscoração 
Nascida do projeto de referências de comportamento e estilo que carrega o mesmo nome, a marca foi lançada em 2012 com as camisetas estampadas com frases que transborda autoafirmação e empoderamento negro. Atualmente, trabalha a exaltação da estética afro-brasileira através de um minucioso garimpo de estampas e texturas nacionais que refletem a herança africana nas cores e formas. As peças são sempre estampadas, de modelagens práticas e versáteis, carregadas de axé. Instagram: @dresscoracao

Com amor, Dora 
Criada por Isadora Alves, a marca atua no mercado, desde 2012, desenvolvendo acessórios para o cabelo além de roupas e bolsas. O conceito é a potencialização e valoração justa do trabalho feito à mão, assim, busca levar para um público contemporâneo e, ao mesmo tempo, vanguardista, a visão catalisadora do trabalho handmade. A Com amor, Dora tem um espaço físico  no Shopping Rio Vermelho onde funciona o ponto de venda e ateliê. Instagram: @comamordora

Crioula 
Fundada em 2003 pelo designer Alex Bispo, a Crioula busca estabelecer um vínculo com os seus clientes através da regionalização, trabalhando em suas criações elementos da diversidade do povo nordestino e afro-brasileiro através da sua cultura, linguagem, vocabulário e história. O intuito é criar peças de vestuário que tragam uma identificação imediata do público alvo, constituído por jovens de ambos os sexos, fazendo-os enxergar no uso da marca uma forma de reproduzir seus pensamentos, conceitos e ideologias. Instagram: @crioulastore

By Aninha 
A By Aninha surgiu há oito anos. Ideia de Ana Paula Pereira, que vendia bijuterias para amigas. É uma marca que oferece produtos artesanais personalizados  com preços acessíveis. Ela só comercializava bijuterias, mas agora confecciona produtos de papelaria e outros mimos (chaveirinhos, lembrancinhas, etc). A marca já lançou coleções inspiradas nos Contos de Fadas, Bonequinha de luxo e Rock. Instagram: @byaninhamimoseacessorios

Jeferson Ribeiro
A marca Jeferson Ribeiro surgiu em 2013 e tem em seu repertório a experiência do designer em direção criativa e posicionamento de mercado. As coleções da marca  são pensadas para mulheres elegantes e discretas, tendo a seda como a base para roupas de corte reto e caimento perfeito. Jeferson Ribeiro também assina a marca masculina Mar, com sungas e alfaiataria para a praia, tendo os tecidos leves como o linho na construção das peças pensadas para serem usadas pelo  homem contemporâneo. Instagram: @jefersonribeirobrand / @dentrodomar

Ju Fonseca
A arte de Juliana Fonseca tem como principal matéria-prima  o cordão de algodão cru, que combina com linha de crochê, pedras, metais e dá cor com linhas de seda. O delicado e preciso trabalho manual resulta em acessórios diverso. São pulseiras, cintos, colares, peças para o cabelo e bolsas com cordão. O ateliê da designer fica na cidade de Cruz das Almas (BA). Os produtos são feitos sob encomenda. Ju produz também peças-conceito, que já foram desfiladas por Carol Barreto, entre outros criadores. Instagram: @jufonseca_d

Luciana Galeão
Formada em design de moda, Luciana Galeão criou sua marca em 2003 e desde então desenvolve e aprimora a técnica de aplicar mosaicos às suas coleções. Realizando um trabalho único, de personalidade e atemporal, suas peças são verdadeiras obras de arte: mosaicos feitos de pequenos fragmentos de couro, cortados a mão e aplicados aos tecidos, um a um, formando belíssimos desenhos e transformando suas criações em preciosidades. Suas fontes de inspiração são a arte, a arquitetura e suas origens. Instagram: @lucianagaleao

Mônica Anjos
A marca Mônica Anjos  é sinônimo de feminilidade, customização, patchwork, rendas, estilo, sagrado, textura, movimento, leveza, amplo, sensual. Um mix de cores, tecidos e texturas  aliado a um design sofisticado. Mônica  cria coleções sempre voltadas para atender as tendências do mercado de moda atemporal. Ela é especialista em alfaiataria feminina e veste a mulher  que busca elegância  e modelagem. Instagram: @lojamonicaanjos

Afreeka
O conceito da marca caminha entre a liberdade e a luta por um mundo melhor. Influenciada diretamente pela cultura hip-hop, a Afreeka exalta pensamentos positivos dos antepassados negros e a busca inquieta dos mesmos na atualidade, como dizem nas ruas: Papo de Futuro! As peças produzidas são moletons, camisetas e bonés. Instagram: @ afreekastore

Goya Lopes
Ao voltar da Itália, depois de uma formação em design, a estilista Goya Lopes vivenciou  na década de 80 uma procura intensa do afrodescendente, em busca de uma identidade cultural em suas raízes étnicas. Já em 1996, iniciou  um projeto de design para moda e decoração que
foi a base da criação da marca com referência no afro-brasileiro. Os produtos são de moda e decoração e  vão de vestidos, caftans, camisetas, batas, calças, acessórios, cangas, aventais a toalhas e jogo americano para uso doméstico. Facebook: /goyalopes

Vinicius Cerqueira
A marca homônima do designer  Vinicius Cerqueira nasceu em 2010, quando  ainda estudava moda. Desde a participação e vitória no concurso Novos Talentos Barra Fashion, o criativo busca atender as mais diversas demandas em relação à moda, não só o vestuário, como a criação de bijuterias e acessórios, desenvolvimento de campanhas e ilustrações. A característica principal da marca  é a simplicidade na modelagem, cores e texturas.  Instagram: @viniciuscer queiraoficial

Meninos Rei
Assinada pelos irmãos Júnior Rocha e Céu Rocha, designers e produtores de moda, a marca Meninos Rei surgiu com o objetivo de atender a um público exigente e sedento por novidades no estilo de vestir. Com um olhar sempre direcionado aos detalhes, e ao que vem acontecendo na moda masculina, perceberam, então, a necessidade de criar algo diferenciado de tudo já visto na área. As estampas lúdicas, despojadas, divertidas e exclusivas com acabamento primoroso são propostas dessa dupla e o destaque da marca. Instagram: @meninosrei

Porto de Biquíni
Moda praia com conforto e estilo. Essa é a proposta da Porto de Biquíni, criada em 2010 pela estilista Taís Alves, que tem como objetivo criar peças ergonômicas que ressaltando a estética particular de cada pessoa. O resultado são biquínis  com ajustes e encaixes que facilitam os movimentos e se adequam aos diferentes biótipos da mulher brasileira. A marca oferece ainda a flexibilidade da cliente montar o seu biquíni de acordo com o modelo, cor e tamanho que preferir. As peças tomara-que-caia, por exemplo, tem a opção de adicionar alça. Instagram @portodebiquini

Negrif 
Idealizada em 2001 por Madá Negrif, tem como proposta usar a moda como referência de identidade e reconhecimento cultural, propondo um vestuário a partir de tendências afrodescendentes e formas atualizadas do  vestir brasileiro. Da ancestralidade africana até a brasilidade, das cores vibrantes até as estampas exclusivas, esses são alguns elementos que permeiam as camisetas, batas, vestidos, bolsas e macacões. Instagram: @madanegrif

Ori Turbantes 
A Ori Turbantes é uma marca criada pela jornalista Cristiele França, que confecciona e vende turbantes, além de realizar consultoria particular e oficinas. As estampas são diversas e os preços variam de R$ 20 a R$ 60. Instagram: @cristielefranca

Kelba Deluxe
A marca atua com produtos que vão desde bijouxs de luxo de moda, design, casa e galeria de arte e lança três coleções inéditas por ano: Primavera, Alto Verão e Outono Inverno. O design é autoral, exclusivo e as peças são assinadas por Kelba Varjão, designer e arquiteta urbanista, além de blogueira. O intuito é trazer o luxo ao dia a dia a qualquer horário e  compromisso, sempre com foco na alta costura  e estilo da rua. Instagram: @kelbavarjao

Vivire 
Uma marca feita a mão e na contramão do consumo acelerado, preocupada em atender desejos, provocar sensações, despertar lembranças e celebrar momentos. Criada pelas Virginias (mãe e filha), a Vivire está prestes a completar 19 anos e nasceu em Praia do Forte com sua primeira loja. Elas acreditam que a moda é feita por pessoas únicas. As estampas refletem a música, cultura e literatura nordestina. Instagram @universovivire

Outerelas 
Três mulheres da mesma família, apaixonadas por acessórios, são as responsáveis pela fabricação da marca. Peças exclusivas em tecidos e bijuterias como bolsas, carteiras, colares, brincos, anéis e braceletes fazem parte do portfólio. São itens exclusivos, todos feitos à mão, que possuem a identidade dessas três mulheres e que são, ao mesmo tempo, sofisticadas e atuais. Instagram: @outerelas

d5411c8e83 d8715e7fd7 ed8d6998a9 f3dbb9fa47 b1b4f30193 b291316259 d46f086459 0f4f4d3a67 2ac476f3f6 6c12d4f4a9 6f19374b4a 63d86df835 64a9466d98 329a6a4f3b 450aa54d9a 538de13de7 911bdcbb65 8301d9f436 9366e6c667 40436f78dd 99430d7db9 308531de05 740303bb2c

Extraído do site do Jornal Correio 24hs / Salvador – BA
http://www.correio24horas.com.br/single-entretenimento/noticia/afro-fashion-marcas-baianas-apostam-na-criatividade-e-se-destacam-no-cenario-da-moda-afro/?cHash=fd574525d56da56b5d003b802940

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *