Breaking News

Modelo Lu Bernardi nega convite de escola de samba para se dedicar ao candomblé

Com o seu jeito engraçado e espontâneo de ser, e sem papas na língua, a loira sempre diz tudo o que pensa e o que acha.

Fonte: Assessoria

EM 06 DE JANEIRO DE 2016 AS 08H04

Crédito: Acervo Pessoal / Renato Cipriano - Divulgação
Crédito: Acervo Pessoal / Renato Cipriano – Divulgação

A modelo Lú Bernardi, que havia sido apontada na mídia há um tempo atrás como ex-affair de Ronald Lima, o filho mais velho do ex jogador Ronaldo Fenômeno, e que também participou do quadro “Rola ou Enrola” ao vivo no Programa da Eliana no SBT, tem um jeito todo especial de ser.  Com o seu jeito engraçado e espontâneo de ser, e sem papas na língua, a loira sempre diz tudo o que pensa e o que acha.

Justamente por seu carisma, simpatia e beleza, a beldade recebeu dois convites de escolas de samba para desfilar no carnaval de São Paulo, sendo um deles a frente da bateria e optou por recusar os convites por causa de sua religião.

Lú que faz parte da religião afro descendente há 16 anos, nesse mês de janeiro estará se recolhendo (tipo de um retiro espiritual) no terreiro de candomblé, para fazer vários rituais onde quem é da religião enxerga como um batizado ou renascimento da pessoa, o qual é denominado de “Feitura de Santo”. O fato mais curioso, que a modelo vai perder os cabelos, pois um dos passos deste ritual é raspar o cabelo e ficar careca.

Esse ano pelo visto será bem agitado para Lú Bernardi, segundo alguns burburinhos, logo mais ela estará participando de um outro programa na emissora a qual já era contratada.

 

Extraído do site de notícias Expresso MT / Cuiabá – MT

http://www.expressomt.com.br/variedades/modelo-lu-bernardi-nega-convite-de-escola-de-samba-para-se-d-146230.html

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *