Breaking News

Museu Republicano destaca cultura africana e afro-brasileira em março

Programação traz diversas atividade sobre a temática.

Publicado: Quinta-feira, 3 de março de 2016 por Jéssica Ferrari

 

 divulgação   Projeto Atavos buscou iluminar as memórias e a cultura negra
divulgação
 Projeto Atavos buscou iluminar as memórias e a cultura negra

Contação de História: “Cântaro: histórias do universo feminino ”, com a arte-educadora Marina Costa.Museu Republicano “Convenção de Itu”preparou, para o mês de março, uma série de atividades que contemplam abertura de exposição, contação de história e oficinas pedagógicas para educadores. A programação destaca a cultura africana e afro-brasileira. Confira!

> Dia 12 de março:

Abertura da Exposição Atavos: um reencontro de ancestralidades perdidas por Pola Fernandes.
O projeto Atavos buscou iluminar as memórias e a cultura negra por meio de registros fotográficos feitos no século XIX e de registros recentes de mulheres negras com mais de 50 anos. Para tanto, a fotógrafa Pola Fernandez, à procura de uma conexão entre passado e presente, apresentou fotografias do século XIX de escravas de origem africana ao grupo de mulheres negras da terceira idade da cidade de Salto e cada uma livremente escolheu uma foto com que se identificasse e que possuísse características semelhantes a de suas ancestrais. Posteriormente cada mulher do grupo foi fotografada por Pola Fernandez próxima ao registro do século XIX escolhido. O resultado convida a uma reflexão acerca da trajetória da população negra brasileira.
Horário: 14h30
Local: Museu Republicano, Rua Barão de Itaim, 67, Centro, Itu/SP

Horário: 14h
Local: Auditório do Centro de Estudos do Museu Republicano, Rua Barão de Itaim, 140, Centro, Itu/SP.


> Dia 14 de março 

Programa de Orientação a Educadores – Oficina Pedagógica: Racismo: que bicho é este?
Nesta oficina, serão abordados os temas de Racismo e Diretrizes Curriculares para a Educação das Relações Étnico-Raciais e Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana, com objetivo de fornecer aos educadores pressupostos conceituais e torná-los capazes de operacionalizá-los em suas práticas pedagógicas. Será proposta também a elaboração de projetos a partir do acervo do Museu Republicano e da exposição Atavos.
Ministrante: Ms. André Santos Luigi.
Público: educadores
Horário: 18h às 19h
Local: Auditório do Centro de Estudos do Museu Republicano, Rua Barão de Itaim, 140, Centro, Itu/SP.


> Dia 22 de março

Programa de Orientação a Educadores – Oficina Pedagógica: “História do Negro em Itu.”
Pretende-se fornecer informações aos educadores sobre a presença histórica da população afrodescendente em Itu, em especial nos séculos XVIII e XIX. Será proposta também a elaboração de projetos a partir do acervo do Museu Republicano e da exposição Atavos.
Ministrante: Ms. André Santos Luigi.
Público: educadores
Horário: 18h às 19h
Local: Auditório do Centro de Estudos do Museu Republicano, Rua Barão de Itaim, 140, Centro, Itu/SP.

– Informações:
Setor Educativo, (11) 4023-0240 ou pelo e-mail edu.mrci@usp.br
Atividades gratuitas
Sem necessidade de inscrição previa.
Museu Republicano “Convenção de Itu”/MP/USP, Rua Barão de Itaim, 67, Centro, Itu/SP.

 

Extraído do site do Município de Itu / Itu – SP
http://www.itu.com.br/cultura/noticia/museu-republicano-destaca-cultura-africana-e-afrobrasileira-em-marco-20160303

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *