Breaking News

Nenhum representante das religiões afro-brasileiras é eleito no Rio

texto: Sérgio d´Giyan 03.10.2016 13:07:00

 

Do total de representantes das religiões de matriz africana no Rio de Janeiro, nenhum deles conseguiu atingir a quantidade necessária de votos para serem eleitos.

Os mais votados foram Elton Babu e Átila A. Nunes, veja quadro abaixo com a relação dos principais candidatos e seus votos.

candidatos-2016

Amanhã, no estúdio Braulio Hoffman haverá um balanço das campanhas e uma discussão sobre política dentro das comunidades de terreiro. Conscientização deverá ser o tom da conversa e o foco para que em 2018 possamos eleger ao menos um candidato nas próximas eleições. Veja o banner abaixo com as orientações de endereço e horário.

14518853_1473415332685523_1688019269_n

Outra iniciativa é a habilitação do PPLE – Partido Popular da Liberdade de Expressão, criado pelo Marcelo Monteiro, e que ainda necessita de certa quantidade de assinaturas para permitir que o TSE habilite o partido.

Veja como ficou os nossos candidatos nessas eleições:

Cidade                             Candidato                                  Votos

Rio de Janeiro                   Atila A. Nunes                               14.093

Rio de Janeiro                   Ogan Jaçanã                                     1.071

Rio de Janeiro                   Yango                                                    568

Rio de Janeiro                  Paulo Henrique (Mobá)                     199

Rio de Janeiro                  Elton Babú                                      12.924

Nilópolis                             Ignez Teixeira                                     297

São João Meriti                 Marcelo Fritz                                      203

Mesquita                            Claudio Macalé                                    114

Magé                                   Jane d´Ogun                                          43

Nova Iguaçu                      Átila Junior                                          734

Nova Iguaçu                      Mãe Elaine                                             75

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *