Breaking News

Nesta segunda-feira o Teatro Rival Petrobras será palco para entrega do troféu da 3ª edição do Prêmio Nacional de Expressões Culturais Afro-brasileiras

 

quinta-feira, 22 / janeiro / 2015 by Ascom

Banner-Afro

Na próxima segunda-feira, dia 26 de Janeiro, o Teatro Rival Petrobras, localizado no Centro do Rio de Janeiro, será palco da 3ª edição do Prêmio Nacional de Expressões Culturais Afro-brasileiras. O evento terá início às 19 horas e estará sob o comando de Flávia Oliveira, colunista do jornal O Globo, e do ator Cridemar Aquino. Os mestres de cerimônia conduzirão a apresentação dos vinte projetos premiados e seus respectivos representantes, em uma realização que promete muitos sotaques e grandes emoções.

Entre os destaques da noite estão o show do Dream Team do Passinho, ganhador do troféu revelação, cujos vídeos já têm mais de dez milhões de visualizações no youtube. Além de dançar o passinho com muita habilidade e criatividade o grupo apresentará suas músicas mais conhecidas como Todo Mundo Aperta o Play, Vai Dar Ruim entre outras.

“Tendo como protagonista da noite a cultura afro-brasileira, não poderíamos deixar de homenagear importantes personalidades deste cenário, por isso optamos pelo nome de Mercedes Baptista, primeira bailarina negra do Theatro Municipal, como representante daqueles que contribuíram para a visibilidade da cultura negra em nosso país”, relata Ruth Pinheiro, Diretora Executiva do Prêmio.

O evento contará com representantes da Petrobras, patrocinadora oficial do evento, e da Fundação Cultural Palmares, cuja parceria existe desde a primeira edição do prêmio.  Personalidades ilustres da cultura negra, como a atriz Elisa Lucinda, o músico Carlos Negreiro e Da Gama, o ator Antônio Pompeu entre outros, já confirmaram presença.

A 3ª Edição do Prêmio Nacional de Expressões Culturais Afro-Brasileiras é uma iniciativa do Cadon – Centro de Apoio ao Desenvolvimento Osvaldo dos Santos Neves, Petrobras e a Fundação Cultural Palmares., cujo objetivo é atender as expressões artísticas de estética negra nos segmentos de dança, artes visuais, teatro e música, contemplando um projeto de cada modalidade das cinco regiões do Brasil, totalizando um investimento de 1 milhão e 400 mil.

Os ganhadores passaram pelo crivo de um júri formado por doze especialistas de várias partes do Brasil que avaliou os projetos, de acordo com as peculiaridades de cada região. Os vencedores levarão para casa, além do troféu, um prêmio em dinheiro.

Os premiados de cada categoria são:

MÚSICA

  • PEDAGOGIA DE RUA– Mato Grosso
  • CD CACURIÁ DE DONA TETE – SERRA DO MAR– Maranhão
  • EDSON CATENDÊ– O CANTO NEGRO DO PARÁ – Pará
  • GALANGA, CHICO REI– Minas Gerais
  • ÌTÀN ÒRUN ÀTI ILÉ AYÉ – HISTÓRIAS DO CÉU E TERRA– Rio Grande do Sul

TEATRO

  • O JARDIM DAS FLORES DE PLÁSTICO / ATO 3 – POR BAIXO DO SACO PRETO – Ceará
  • TOMBO DA RAINHA – Rio Grande do Norte
  • FACE NEGRA FACE – A HISTORIA QUE NÃO FOI CONTADA– Pará
  • III MOSTRA BENJAMIN DE OLIVEIRA– Minas Gerais
  • LEVANDO A VIDA NO CABELO – Rio de Janeiro

DANÇA

  • IGBÁXÉ O SEGREDO DA NOSSA FORÇA– Alagoas
  • ABÔ– Pernambuco
  • EM DANÇA ENTRE RIOS E SOL– Tocantins
  • CO ÊS (COM ELES)– Minas Gerais
  • CHICA– Rio de Janeiro

ARTES VISUAIS

  • AFROLATINAS – Distrito Federal
  • KOLOFÉ – UM CAMINHO DE EXPANSÃO AFRO CULTURAL– Paraíba
  • KIUA NANGETU! POÉTICAS VISUAIS DE R– Pará
  • RESÍDUOS DO PASSADO– São Paulo
  • EU SOU PORQUE NÓS SOMOS– Paraná

O Cadon, produtora do projeto, é uma entidade sem fins lucrativos, que há 16 anos desenvolve projetos com foco na difusão da cultura afro-brasileira e eliminação da discriminação racial, o que a torna uma referência neste segmento.

A Fundação Cultural Palmares, órgão vinculado ao Ministério da Cultura, apoia esta iniciativa desde sua elaboração, em 2007. Para a Fundação, o Prêmio é a concretização do comprometimento com os artistas que defendem o valor da cultura negra nos palcos, nas ruas, nas galerias, nas telas de TV e do cinema, nos livros e no imaginário brasileiro.

A Petrobras, patrocinadora das três edições do projeto, se destaca pelo importante papel assumido no processo de valorização da arte africana no país. O projeto Prêmio Afro carrega o título de ser o primeiro edital voltado à cultura afro-brasileira financiado por uma empresa estatal.

Você encontrará mais informações no site: www.premioafro.org

Tel: (21) 2533-1171

Fonte: Prêmio Expressões Afro

Extraído do site da Fundação Palmares
http://www.palmares.gov.br/?p=35892

 

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *