Breaking News

Núcleo Afro Odomodê inaugura sala de leitura e promove conhecimento

Publicada em 23/12/2015, às 15h17 | Atualizada em 23/12/2015, às 15h17

 

Espaço de Leitura Garcia Gam no Núcleao Afro Odomodê
Leonardo Silveira Núcleo Afro Odomodê ganhou a sala de leitura Garcia Gam
Leonardo Silveira Espaço tem o objetivo de promover a leitura entre os jovens
Leonardo Silveira
Espaço tem o objetivo de promover a leitura entre os jovens

 

 

 

 

Cultura, entretenimento, informação e valorização da cultura afro. Essas são as características da sala de leitura Garcia Gam, no Núcleo Afro Odomodê, que foi inaugurada nesta última terça-feira (22), na escadaria Jaime Figueira, 13, em Fonte Grande.

O objetivo do espaço é promover e estimular a leitura entre os jovens que frequentam o Odomodê. A coordenadora do Núcleo, Valquiria Santos Silva, destacou a importância da iniciativa. “Criamos este espaço para promover a leitura entre os jovens que frequentam o espaço do Núcleo Afro Odomodê. Buscamos utilizar todo material reciclável para construir a sala de leitura. O nome Garcia Gam se deve a um jovem que marcou o protagonismo da juventude. Durante sua trajetória como jovem oriundo da periferia, consagrou-se como um grande nome nos movimentos culturais, hip hop e musical no Espírito Santo”.

O prefeito de Vitória, Luciano Rezende, falou da importância do Núcleo Afro Odomodê. “O Odomodê reafirma o trabalho de igualdade e oportunidade em um ambiente fraterno e solidário, incluindo todos os segmentos, crenças e tribos. O núcleo traz uma mensagem de trabalho de reafirmação contra o preconceito. É um trabalho fundamental desenvolvido na capital”.

Moradores e jovens também aprovaram a iniciativa. “É um espaço de referência para a juventude negra, onde identificamos nossa cultura, história e temos nosso crescimento aqui”, disse Tomotio Oliveira, de 20 anos.

“É muito importante para ajudar no desenvolvimento próprio da juventude. O Núcleo Afro Odomodê cria vínculos para os jovens de cultura e oferece entretenimento e conhecimento”, afirmou Romário Santo Ramos, que é líder comunitário do Forte São João.

O Núcleo Afro Odomodê é um espaço de conhecimento, convivência e fortalecimento de vínculos. Ele busca sensibilizar e mobilizar os jovens para a luta contra os preconceitos, violências e exclusões, além de valorizar a cultura negra.

Leonardo Silveira Sala de leitura recebeu jovens e moradores no dia da inauguração
Leonardo Silveira
Sala de leitura recebeu jovens e moradores no dia da inauguração
Leonardo Silveira Moradores podem ajudar a montar o acervo através de doações de livros
Leonardo Silveira
Moradores podem ajudar a montar o acervo através de doações de livros

Doações

As pessoas podem contribuir para montar o acervo da sala de leitura. As doações dos livros podem ser feitas no próprio Odomodê ou na Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), no setor Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos.

Serviço

Núcleo Afro Odomodê
Endereço: escadaria Jaime Figueira, 13, Fonte Grande
Telefone: (27) 3235-2614 / 3315-4349
Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 8 às 17 horas

Secretária de Assistência Social (Semas)
Avenida Nossa Senhora dos Navegantes, 225, Edifício Tucumã
Praia do Suá, Vitória, ES

Oficinas

Durante a inauguração da sala de leitura, o Núcleo Afro Odomodê promoveu as oficinas de contação de histórias, Teatro do Oprimido e confecção de máscaras.

Responsável pela oficina de confecção de máscaras, Rodolfo Talles Pinheiro Bir, que é artista plástico, destacou a importância da iniciativa. “A arte é a capacidade de promover a expressão e aprender técnicas que podem ter várias aplicações na vida”.

Leonardo Silveira Rodolfo Talles Pinheiro Bir promoveu oficina de confecção de máscaras
Leonardo Silveira
Rodolfo Talles Pinheiro Bir promoveu oficina de confecção de máscaras
Leonardo Silveira Núcleo Afro Odomodê é um espaço de conhecimento, convivência e fortalecimento de vínculos
Leonardo Silveira
Núcleo Afro Odomodê é um espaço de conhecimento, convivência e fortalecimento de vínculos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Informações à imprensa:

Paula M. Bourguignon (pmacbourguignon@vitoria.es.gov.br) | Tel(s).: 3345-2617 / 98889-5564

Com edição de Matheus Thebaldi

 

Extraído do site da Prefeitura de Vitória / ES
http://www.vitoria.es.gov.br/noticias/noticia-19831

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *