Breaking News

O império de Edir: uma igreja, um partido, uma TV e um exército

por João Almeida Moreira, São Paulo03 abril 2015

 

Bispo Edir Macedo, fundador da igreja Universal do Reino de Deus Fotografia © D.R - Facebook de Edir Macedo
Bispo Edir Macedo, fundador da igreja Universal do Reino de Deus
Fotografia © D.R – Facebook de Edir Macedo

O fundador da IURD, patrono do Partido Republicano e patrão do gigantesco Grupo Record, lança agora os Gladiadores do Altar, acusados de serem uma estrutura paramilitar

Os Gladiadores do Altar foram criados em janeiro, mas só depois de na semana passada representantes das religiões afro-brasileiras umbanda e candomblé terem entrado com um pedido de investigação na justiça o assunto ganhou os jornais. O grupo, dezenas de jovens filmados a marchar, a bater continência e a gritar “prontos para a batalha” e “altar, altar, altar” num vídeo publicado pela Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), é acusado de ser o exército da igreja protestante neopentecostal fundada por Edir Macedo, poderoso bispo cuja influência se faz sentir por toda a sociedade brasileira.

No site da IURD lê-se que “o projeto realiza reuniões semanais com rapazes dispostos a abrir mão das suas vidas (…) cumprindo o que Jesus disse “ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda a criatura””. “É uma atitude paramilitar”, disse Luiz Martins, o advogado dos representantes das religiões afro–brasileiras. “Nós já sofremos preconceito de elementos da IURD que perseguem membros de religiões afro nas ruas, não podemos agora ficar à espera que um grupo fundamentalista pegue em armas.” Dos tribunais, a discussão passou ao Parlamento. Jean Wyllys, deputado de extrema-esquerda, afirmou-se “assustado”.

O caso inspirou o cartoonista Vítor Teixeira, que publicou, na sua página de Facebook, críticas aos Gladiadores do Altar. A IURD exigiu o fim da página, aceitando mais tarde apenas a retirada do desenho em questão, num caso considerado um “Charlie Hebdo à brasileira” pela imprensa. “Não me senti censurado mas senti-me pressionado por uma mensagem em “juridiquês””, disse Teixeira ao DN. “A comparação com o Charlie Hebdo tem sentido porque independentemente de alvo, teor, qualidade ou alcance, em democracia, todo o desenho devia ser publicado.”

Através da IURD, igreja protestante neopentescostal fundada em 1977 e hoje com seis mil templos, 12 mil pastores e quase dois milhões de fiéis, Edir Macedo influencia também a política brasileira. O Partido Republicano Brasileiro (PRB) é considerado o braço político da igreja – dos nove deputados em 2012, sete pertenciam à IURD e os restantes dois a outras crenças neopentecostais próximas. O PRB chegou mesmo à antecâmara da presidência do Brasil, através de José Alencar, vice-presidente de Lula da Silva nos oito anos de presidência (de 2003 a 2011)

 

Extraído do site do Jornal DN / Lisboa-PT
http://www.dn.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=4491527

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *