Breaking News

O que é um Exu?

exupor Bruno Lazaretti |

Pergunta do leitor Kaique Rossoni, Colatina, ES

ilustra Kleber Sales

edição Felipe van Deursen

É uma das principais divindades do iorubá e do jejê. A fusão dessas duas religiões serviu de base para outras crenças nas Américas quando os africanos escravizados trouxeram sua cultura e sua fé,que se misturaram às de indígenas e europeus. Assim, surgiram religiões como o candomblé, no Brasil, a santeria, em Cuba,e o vodu no Haiti. No candomblé,Exu éum dos maiores orixás (um tipo de divindade).É uma espécie de mensageiro,que faz a ponte entre o humano e o divino e muitas vezes é descrito como sendo travesso, fiel e justo.O Exu também está presente na umbanda, religião brasileira que tomou forma no século 20 e combina iorubá e jejê com espiritismo, entre outras crenças. A umbanda não tem uma autoridade central nem um livro sagrado como as grandes religiões monoteístas, mas, apesar de cada terreiro interpretar aspectos de Exu à sua maneira, existem alguns fundamentos básicos e universais: para sacerdotes e fiéis iniciados,Exu sempre está ligado à vitalidade, à força, à proteção e à aplicação da lei em seus domínios espirituais.

 

Terra de exu

As principais características do Exu no candomblé e na umbanda

Encruzilhada

Fiéis geralmente fazem oferendas a Exu em interseções, como cruzamentos em estradas ou portas de cemitério, para representar fronteiras. A ideia é que o orixá faz a ponte entre dois mundos, divino ehumano

Tridente

Há várias interpretações para o artefato, mas nenhuma é ligada ao tridente do capeta. Alguns estudiosos veem nele uma representação simplificada do próprio orixá ou um diagrama de um homem de ponta-cabeça

exu2

Bom de papo

Enquanto outros orixás se correspondem com “reinos” inteiros (como Iemanjá, rainha dos mares,e Iansã, dos ventos),Exu tem o papel de mediador, tanto entre os próprios orixás quanto entre eles e os humanos

Caveirinha

Na umbanda,o orixá se manifesta por meio de avatares, como ExuCaveira, uma das entidades mais cultuadas, retratado com uma cabeça de caveira que representa o ser despido de toda sua vaidade

Xô, Satanás

A conotação negativa de Exu veio dos primeiros contatos dos europeus com o iorubá e com o jejê, no século 16, além do ambiente de repressão às religiões afrobrasileiras

 

LEIA TAMBÉM:

– Qual a ligação entre os santos católicos e os orixás?

– O que é pombagira?

– O que é macumba?

 

 

Consultoria Vagner G. da Silva, autor deExu-O Guardião da Casa do Futuro,e coordenador do Centro de Estudos de Religiosidades Contemporâneas e das Culturas Negras (CERNe)

 

 

Extraído da versão digital da Revista Mundo Estranho, da Editora Abril / São Paulo – SP
http://mundoestranho.abril.com.br/materia/o-que-e-um-exu?utm_source=redesabril_jovem&utm_medium=facebook&utm_campaign=redesabril_mundoestranho

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *