O Requinte de Mam’etu Mabeji, a Flor do Candomblé

Paulo de Oxalá | March 17, 2017

 

Há 76 anos o terreiro Kupapa Unsaba, conhecido como Bate Folha RJ, foi fundado por Sr. João Correia de Mello, o João Lessengue.

 

Sr. João era um homem de muito bom gosto. Além do capricho com o terreiro, vestia-se com elegância e determinava que os filhos da casa se vestissem com o mesmo requinte. Esse mesmo requinte foi herdado pela sua sobrinha carnal Floripes Correia da Silva Gomes ou Mam’etu Mabeji que assumiu o Bate Folha em 1972 e o comanda nos dias atuais.

 

Mam’etu Mabeji nasceu em 10 de fevereiro de 1936 em Salvador/BA, no bairro da Liberdade. Veio para o Rio de Janeiro com 10 anos. Aos 11 anos de idade, no dia 20 de abril de 1947, foi iniciada para o Inkise Nsumbu pelo Sr. João Lessengue.

 

Em 1956, Mam’etu Mabeji casou-se com o Tata Nguzu José Milagre. Com o falecimento do Tat’etu Lessengue em 1970 e a ascensão de Mam’etu Mabeji em 1972 ao comando do Kupapa Unsaba, Tata Nguzu José Milagre tornou-se o seu braço direito, conservando junto com ela todo o primor da tradição Congo-Angola. Tata Nguzu José Milagre faleceu em 1999.

 

Neste ano de 2017, Mam’etu Mabeji completa 70 anos de iniciada e uma superfesta homenagem já vem sendo organizada há um ano pela sua neta carnal Ingrid Milagre e por toda a família Kupapa Unsaba.

 

Em sua homenagem, o DVD intitulado ‘A Flor do Candomblé’ será lançado exatamente no dia do aniversário de sua iniciação: 20 de abril. Esse DVD conta a sua trajetória e traz depoimentos de personalidades do Candomblé.

 

Já no dia 22 de abril, uma grande festividade no Kupapa Unsaba, em agradecimento ao Inkise Nsumbu por todo o amparo a Mam’etu, promete levar uma multidão de amigos que querem abraçar e reverenciar a tão querida Mam’etu Mabeji!

 

Personalidades que participam do DVD:

  • Bira de Xangô do Ilé Àse Ojú Ògodò,
  • Criollo de Nanã do Ilé Àse Awo Wurassian,
  • Elias de Yansã do Ylê Ashè Efón,
  • Fernando de Oxossi do Yle de Erinlê Axé Layò,
  • Ìcaro Ti Ososi do Ilé Asé N’ila Ode,
  • Ogan Bangbala do Asé Shangrilá,
  • Bàbálorixá Luiz Fernando de Oxóssi e Yalorixá Regina Lúcia de Yemanjá do Axé Òpó Afonjá e o Ogan e escritor José Beniste.
  • Yalorixá Beata de Yemanjá do Ilé Omiojuaro.
  • Mam´etu Mabeji Kupapa Unsaba, Mesu Eiando também do Kupapa Unsaba.
  • Tat´etu M’beji do Kisaba Oxi.

 

Solenidades:

Dia 20 de abril, quinta-feira, às 18h, lançamento do DVD ‘A Flor do Candomblé’ e uma super apresentação do Afoxé Bamba no Arô, dirigido por André Simpatia.

 

Dia 22 de abril, sábado, às 16h, grande Kizomba (festa) saudando Nsumbo, o Rei da Terra.

Kupapa Unsaba-Bate Folha, Rua Edgard Barbosa 26, Anchieta/RJ.

 

Sakidila Mbuntu Ngola! (Louvada seja a Nação de Angola!)

 

 

 

Extraído do blog do colunista Paulo de Oxalá / Rio de Janeiro – RJ
https://www.paulodeoxala.com.br/single-post/2017/03/17/O-Requinte-de-Mam%E2%80%99etu-Mabeji-a-Flor-do-Candombl%C3%A9

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *