Breaking News

Oferendas são colocadas no gramado em frente ao Congresso

Para Federação de Umbanda e Candomblé itens representam pedido de maior transparência no Legislativo

 

postado em 07/01/2016 15:25

Correio Braziliense

(foto: Reprodução/Facebook)
(foto: Reprodução/Facebook)

Dois pratos com oferendas para entidades da umbanda foram colocadas no gramado em frente ao Congresso Nacional. Não há identificação da autoria das ofertas, retidas do local ainda pela manhã desta quarta-feira. Um prato continha pétalas de rosas, pimenta e uma garrafa de vinho. No outro, estavam charutos, pedaços de carne e um bebida semelhante a cachaça.
Na interpretação do presidente da Federação de Umbanda e Candomblé de Brasília e Entorno, Rafael Moreira, a ação representa um pedido de melhora para nos trabalhos da Câmara e do Senado. “É uma abertura de caminho para o Poder Legislativo, um pedido para abrir os caminhos e dar comunicação para quem precisa”, afirma. De acordo com ele, o prato com as pétalas é uma oferenda à Pomba Gira, enquanto o com os charutos remete a Exu, ambas entidades da umbanda que costumam trabalhar juntas.
Moreira destaca que pela análise que pode fazer não havia uma intenção negativa na oferenda e que esse tipo de comentário “acaba até atacando a nossa religião”. “Pode ter dupla interpretação por quem não conhece a religião. Já vi nas redes que era uma macumba para tirar a (presidente) Dilma (Rousseff) ou para derrubar o (presidente da Câmara, Eduardo) Cunha e não tem esse caráter”, afirma.

 

Extraído do portal UAI da EM / Estado de Minas / Belo Horizonte – MG
http://www.em.com.br/app/noticia/nacional/2016/01/07/interna_nacional,722923/oferendas-sao-colocadas-no-gramado-em-frente-ao-congresso.shtml

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *