Breaking News

 “Órun Àiyé” contribui para o fortalecimento do combate à intolerância religiosa

18/01/2016 15:50

 

1453143465IMG_1987

A Bahia deu um passo importante na luta pelo combate ao racismo e à intolerância religiosa, através da produção cinematográfica. Foi lançado na última sexta-feira (15), no Cine Glauber Rocha, em Salvador, o curta-metragem infantil “Órun Àiyé”, produzido pela Estandarte Produções, com apoio da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi). A obra, de doze minutos de duração, aborda o mito da criação do mundo tendo como figura central o griôt – narrador das lendas envolvendo deuses africanos.

A animação foi desenvolvida a partir da técnica de Stop Motion, que trabalha com a confecção de bonecos de massa, que são movimentados e fotografados quadro a quadro para a montagem das cenas. O projeto, que contou com esse processo de criação raro e artesanal, foi premiado no V Festival Internacional de Stop Motion 2015 na categoria “novos talentos”.

Com direção de Jamile Coelho e Cintia Maria, destaca-se também a equipe de dubladores, que conta com nomes como Carlinhos Brown (Oxalá), Jorge Washington (Orunmilá), João Miguel (Olodumaré), Carlos Betão (Bira), Fábio de Santana (Oduduwa) e a atriz Fernanda Crescêncio (Luna).

A Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi) foi homenageada durante o evento de lançamento. Titular da pasta, Vera Lúcia Barbosa, ressaltou o pioneirismo da iniciativa “Projetos desta natureza fazem avançar o trabalho de enfrentamento às desigualdades e à intolerância religiosa, através do trabalho lúdico, da formação do público infanto-juvenil. É, sem dúvidas, um passo importante na implementação da Lei 10.639, de 2003, que determina a introdução de temas ligados à cultura afro-brasileira nas escolas. Portanto, entendemos a obra Òrun Àiyé como uma contribuição para efetivarmos uma educação antirracista e de respeito à diversidade”, afirmou a secretária.

 

Extraído do site da SEPROMI – Secretaria de Promoção da Igualdade Racial da Bahia
http://www.sepromi.ba.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=805

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *