Breaking News

Pai de santo invoca entidades na Alerj e pede que “igrejas não se apossem do Estado”

Idealizado pelo PSOL, evento também pediu “Fora Temer”

 

 

por Jarbas Aragão

Candomblecista invoca entidades na Alerj

A cerimônia de homenagem a Mãe Beata de Iemanjá, realizada na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ) foi idealizada pelo PSOL, partido do deputado estadual Marcelo Freixo.

A sessão solene, que ocorreu no mês passado incluiu a entrega da Medalha Tiradentes, a maior honraria da Casa de Leis, aos filhos da mãe de santo Beatriz Moreira Costa, falecida recentemente.

“Os 86 anos de vida e militância da líder religiosa foram celebrados ao som de atabaques, instrumentos típicos das religiões de matrizes africanas, durante a entrega da Medalha Tiradentes, a mais alta condecoração concedida pela Alerj”, afirma o site oficial da Assembleia.

A homenagem póstuma foi entregue pelo deputado Marcelo Freixo aos filhos da mãe de santo. Na ocasião, o governador decretou luto oficial de três dias no estado pela morte da líder religiosa.

Para surpresa de muitos, o PSOL que é ardente defensor do Estado laico, deu o microfone para Aderbal Moreira Costa invocar as entidades do candomblé no plenário. O seguidor de Mãe Beata discursou contra os políticos evangélicos e atacou a “família Bolsonaro”.

“Que essa Casa aprenda com os povos originários o que é ética, o que é valor e o que é humanidade… Que essa Casa não permita mais que as igrejas se apossem do estado”, bradou, sendo aplaudido por dezenas de seguidores das religiões afro presentes, bem como dos deputados de esquerda que prestigiavam o evento.

Aderbal prosseguiu, apelando para “Que essa Casa não permita mais o crime de racismo religioso, de homofobia, de lesbofobia, não permita mais o genocídio do povo negro, não permita que essa família Bolsonaro tome conta do estado e continue a cometer crimes contra a humanidade”.

Após o evento, Freixo, derrotado por Marcelo Crivella (PRB) na disputa à prefeitura do Rio de Janeiro ano passado, afirmou que essa cerimônia foi “o dia mais bonito que já presenciei no Parlamento”.

Ficou claro, mais uma vez, que ele e seu partido mantém o famoso discurso de esquerda que usa “dois pesos e duas medidas”. Enquanto atacam qualquer manifestação religiosa cristã dentro das instituições públicas em nome da laicidade do Estado, dão espaço para religiões afro-brasileiras como legítimas.

O deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) já fez o mesmo na Câmara dos Deputados. O ataque aos deputados evangélicos e o uso do discurso de homofobia revela mais uma vez a hipocrisia do discurso esquerdista.

Assista:

Extraído do site de notícias religiosas Gospel Prime / São Paulo – SP
https://noticias.gospelprime.com.br/pai-de-santo-invoca-entidades-alerj-igrejas-estado/

 

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *