Breaking News

Pai de santo que apoia Crivella ficou chateado com reação de entidades da umbanda e do candomblé

Publicado em22/09/16 06:00

 

Douglas Maia, pai de santo que posou para fotos com Crivella, frequenta terreiro em Jacarepaguá Foto: Reprodução
Douglas Maia, pai de santo que posou para fotos com Crivella, frequenta terreiro em Jacarepaguá Foto: Reprodução

Rafael Soares

 

O candidato a prefeito do Rio Marcelo Crivella (PRB) conheceu o pai de santo Douglas Maia no dia em que fez uma passeata em Madureira, na Zona Norte, no início de setembro. Na ocasião, Douglas, vestido com os trajes do candomblé, abraçou Crivella, posou ao lado do candidato e até subiu numa picape com ele. Dias depois, em seu site oficial, Crivella, bispo licenciado da Universal, noticiou o apoio de Douglas de Iansã à campanha.

O apoio de Douglas a Crivella desagradou entidades que estudam religiões de matriz africana. Em nota, divulgada ontem pelo EXTRA, instituições de vários estados, como Maranhão, Acre e Rio, lamentaram “a postura do religioso, que resolveu postar-se ao lado do seu algoz”, e o acusam de “equívoco e má-fé”.

paidesanto1

Douglas frequenta o terreiro Igbá Asé Igí Afefé, do babalorixá Marcos, em Jacarepaguá. Segundo frequentadores da casa, ele foi iniciado há 12 anos no candomblé e tem filhos de santo, apesar de não ter um terreiro próprio.

— Ele ficou chateado com a reação. No candomblé, as pessoas não entendem aproximação com evangélicos — disse ao EXTRA uma pessoa que frequenta a casa.

Em seu perfil no Facebook, Douglas defende sua religião. Numa foto em que aparece numa festa no terreiro, o pai de santo escreveu a legenda: “Defendo aquilo em que acredito, protejo aquilo que amo, e jamais terei vergonha de ser quem sou”. Procurado, Douglas não quis falar com o EXTRA.

Pai de santo não gostou da reação de entidades da umbanda e do candomblé Foto: Reprodução
Pai de santo não gostou da reação de entidades da umbanda e do candomblé Foto: Reprodução

Ao EXTRA, Crivella afirmou, através de sua assessoria de imprensa, que o pai de santo não trabalha na campanha. O candidato ainda alegou que “tem dito desde o início da campanha que respeita a todos, independentemente de credo e vai governar para todos os cariocas” e que “repudia qualquer ato de violência, seja ele contra qualquer pessoa, de qualquer religião”. Ele disse também que “é alvo de preconceito e campanhas covardes por meio de seus adversários políticos”. No próximo domingo, Crivella se comprometeu a assinar um termo de compromisso de manter a liberdade religiosa na cidade, na presença de representantes de várias religiões.

 

Extraído do site do Jornal Extra on  line / Rio de Janeiro – RJ
http://extra.globo.com/noticias/rio/pai-de-santo-que-apoia-crivella-ficou-chateado-com-reacao-de-entidades-da-umbanda-do-candomble-20155307.html

Leia mais: http://extra.globo.com/noticias/rio/pai-de-santo-que-apoia-crivella-ficou-chateado-com-reacao-de-entidades-da-umbanda-do-candomble-20155307.html#ixzz4L33wneid

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *