Breaking News

Para pai de santo, ‘Estádio Prudentão está queimado’

Embora o fracasso do futebol profissional em Presidente Prudente possa ter inúmeras explicações técnicas de especialistas esportivos, o iFronteira foi em busca de uma tese espiritual

 

Murilo Rincon | 16/10/2014 às 18:18

 

 

14134928900349e1b82f0e13d8088d6cdfe2b2eb67-DSCN8988
Babalorixá diz que uma feitiçaria feita em 1996 ainda atrapalha o desempenho dos times de Prudente(Foto: Murilo Rincon/iFronteira)

 

 

O futebol profissional em Presidente Prudente tem acumulado, ao longo da história, inúmeros insucessos com as diversas equipes que já existiram na cidade. O mais recente deles foi nesta quarta-feira (15), com a derrota do Grêmio Prudente para o Olímpia por 3 a 2, de virada, em pleno Estádio Prudentão, pelo Campeonato Paulista da Segunda Divisão. O resultado tirou da equipe prudentina qualquer chance de acesso ao Campeonato Paulista da Série A-3, do ano que vem.

Embora o tema possa ter uma série de teses e explicações de especialistas na área esportiva, o que há por trás dos fracassos dentro de campo, na opinião do babalorixá Paulo César Salomão, vai muito além da técnica dos jogadores e da estrutura oferecida pela cidade para o futebol profissional.

“O Estádio Prudentão está queimado”, afirmou pai Paulo, após dizer que o gramado se encontra desprovido de energia positiva.

Segundo o babalorixá, de 60 anos, tudo começou em 1996, na primeira vez em que Corinthians e Palmeiras se enfrentaram no Prudentão. Na época, antes da partida, um pai de santo, do Paraná, foi convidado a realizar um trabalho contra o time alvinegro, favorecendo o adversário alviverde.

“Quando o pai de santo veio para a cidade, eles foram até o estádio e fizeram um ‘ebó’ [prática de feitiçaria] por lá, onde ele fez vários sacrifícios de animais e os enterrou no estádio. No fim das contas, o Corinthians realmente perdeu para o Palmeiras”, lembrou pai Paulo, em entrevista concedida na tarde desta quinta-feira (16) ao iFronteira, em sua casa, no Jardim Tropical.

“Deve ser por isso que o Corinthians nunca vence aqui. Pode até ser que isso que esteja enterrado lá ainda esteja prejudicando e impedindo os times da cidade de vencerem no local, pois naquela mesma época havia um time da cidade com o mesmo nome do time da capital, o Corinthians Prudentino”, disse.

“Já o desempenho do Palmeiras é positivo aqui, pois o trabalho feito naquela época favoreceu o clube alviverde. Pode ver que o retrospecto do Palmeiras, em Presidente Prudente, é muito bom, não importa se o clube esteja em uma boa ou má fase no campeonato”, avaliou.

A cidade e o time

De acordo com o babalorixá, o trabalho realizado no Prudentão dividiu a energia do estádio em dois destinos, a cidade e o time.

“Podemos analisar que as palavras Grêmio Prudente possuem 14 letras. Somando os dois números separadamente, o resultado que obtemos é cinco. A cidade de Prudente foi fundada no dia 14 de setembro de 1917. Somando os números separadamente, chegamos ao resultado de 32. Se somados também separados, o resultado é cinco. Ou seja, será necessário unir as duas energias, que foram divididas antes daquela partida, novamente em uma só”, analisou o babalorixá.

‘Odum positivo’

De acordo com pai Paulo, essa feitiçaria pode ser revertida. “Existe como eliminar esse ato impensado, mas, para isso, teria de ser feito um novo trabalho lá no gramado para alimentar a terra com energias positivas para trazer o ‘odum positivo’ [destino da cidade] para dentro do campo e restabelecer a força da ordem”, afirmou ao iFronteira.

‘Nunca errou’

A dona de casa Cássia Benedita de Paula, de 47 anos, afirmou que sempre que precisou das consultas de pai Paulo ele esteve presente para acudi-la. “Tudo o que ele diz dá certo. Já tem mais de 10 anos que eu venho aqui e até hoje ele nunca errou. Toda vez que venho saio mais aliviada”, contou ela ao iFronteira.

Pai Paulo ainda ressaltou que, caso não seja restaurado o equilíbrio com um novo trabalho realizado no Prudentão, “pode vir o rei que ele perde a coroa”.

A cidade que possui o maior estádio do interior do Estado de São Paulo, com capacidade para receber quase 50 mil torcedores, continuará a amargar, pelo menos até o ano que vem, a disputa da quarta divisão do futebol profissional paulista, com seus dois times: o Grêmio Prudente e o Presidente Prudente Futebol Clube.

 

Extraído do site da emissora TV Fronteira – afiliada da Rede Globo em Presidente Prudente-SP

http://www.ifronteira.com/esporte-futebol-60186

14134928900349e1b82f0e13d8088d6cdfe2b2eb67-DSCN898314134928900349e1b82f0e13d8088d6cdfe2b2eb67-DSCN8984 (1)14134928900349e1b82f0e13d8088d6cdfe2b2eb67-DSCN898514134928900349e1b82f0e13d8088d6cdfe2b2eb67-DSCN898614134928900349e1b82f0e13d8088d6cdfe2b2eb67-DSCN898714134928900349e1b82f0e13d8088d6cdfe2b2eb67-DSCN898814134928900349e1b82f0e13d8088d6cdfe2b2eb67-DSCN898914134928900349e1b82f0e13d8088d6cdfe2b2eb67-DSCN899014134928900349e1b82f0e13d8088d6cdfe2b2eb67-DSCN8997

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *