Breaking News

Pastor ridiculariza Nossa Senhora com garrafa de refrigerante

O pastor comparou a imagem religiosa católica com uma garrafa de refrigerante e revoltou alguns internautas

por Redação

11/09/2017  15:03

 

Créditos: reprodução/Facebook/Igreja Apostólica Plenitude do Trono de Deus
Padre Agenor Duque

Um vídeo que envolve a religião católica e evangélica está causando revolta nas redes sociais.

O pastor Agenor Duque, da Igreja Plenitude do Trono de Deus, está envolvido em uma polêmica relacionada à uma imagem de Nossa Senhora, santa padroeira do Brasil, em um episódio de intolerância religiosa.

Na gravação, ele aparece segurando uma garrafa de Coca-Cola e a compara à santa. “Talvez aí na sua casa, em cima de televisão, tem uma deusa ou um santo que é parecido com essa garrafa”, diz ele. “Até a cor é parecida”.

“A boca dela não fala. O ouvido dela não ouve”. Na sequência, ele solta o item no chão. “Eu a desafio a levantar. Estou falando da Coca-Cola. Mas você sabe do que eu estou falando”, afirma.

Ele também fala da imagem de São Jorge, outro santo popular no país. “Tire esse cavalo que está aí, esse homem que está em cima (do cavalo, São Jorge) e aceite a Jesus Cristo como o senhor salvador”

O vídeo foi transmitido na televisão, mas não está disponível nos canais oficiais da igreja, só que uma versão dele está disponível no Facebook. Confira:

AGENOR DUQUE APARECIDA GARRAFA DE COCA COLA

Posted by Videos engraçados on Friday, August 18, 2017

A atitude gerou revolta entre alguns católicos e, também, a resposta de outros religiosos, como o padre Augusto Bezerra.

“Quem não comunga com a Virgem Maria não comunga da obra de Deus, e não terá um destino feliz”, escreveu ele no Facebook.

Segundo o UOL, o departamento jurídico da igreja está atuando para apagar a gravação.

 

Extraído do site Catraca Livre / Rio de Janeiro – RJ
https://catracalivre.com.br/geral/comportamento/indicacao/pastor-ridiculariza-nossa-senhora-com-garrafa-de-refrigerante/

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *