Breaking News

Peça que aborda cultura ancestral africana estreia em Salvador

Apresentação será na sexta (10), às 15h, no subúrbio ferroviário.
Espetáculo segue durante o mês de julho; entrada é gratuita.

Do G1 BA | 08/07/2015 18h59 – Atualizado em 08/07/2015 19h08

 

 

Ator e diretor Thiago Romero vai percorrer dez casas de Axé de Salvador com o espetáculo Ori (Foto: Divulgação)
Ator e diretor Thiago Romero vai percorrer dez casas de Axé de Salvador com o espetáculo Ori (Foto: Divulgação)

O espetáculo Orí [o olho por onde eu vejo deus é o mesmo olho por onde ele me vê], do ator e diretor Thiago Romero abre a temporada de apresentações do projeto “Orí – Na Rota dos Orixás”. A estreia será na sexta-feira (10), às 15h, no auditório do Centro Cultural do Parque São Bartolomeu, no subúrbio ferroviário de Salvador.

Além de abordar a cultura ancestral africana, o espetáculo narra o processo de encontro da pessoa com o orixá, através de um diálogo poético com elementos que mesclam o tradicional e o contemporâneo. Romero assina o roteiro, a concepção, cenário e maquiagem do espetáculo e divide a direção com Georgenes Issac.

A rota das apresentações gratuitas da montagem segue durante o mês de julho, nas casas de Axé, a maior parte delas no Subúrbio Ferroviário. A temporada se encerra no dia 25 de julho no Terreiro do Gantois, na Federação.

A montagem também busca inspiração no estudo dos itans da Mitologia dos Orixás se apoiando na figura do Yawô (filho de santo no candomblé já iniciado), para falar dos processos de encontro com o orixá, estabelecendo relações entre corpo-espaço-tempo, conservando as simbologias mais marcantes de certos processos ritualísticos.

Confira a data, horário e local das outras aprsentações:

11 de julho (sábado), 16h –  Ilê Oiá Odi Koroadê (Escada)

12 de julho (domingo), 15h – Ilê Axé Obá Kesu Ifá (Paripe)

15 de julho (quarta), 16h – Ilê Axé Ajunsu Benoy (Alagados)

16 de julho (quinta), 16h – Terreiro Tumbeci (Tancredo Neves)

17 de julho (sexta), 15h – Terreiro Mokambo (Vila Dois de Julho)

18 de julho (sábado), 16h – Ilê  Asé de Mãe Nanã (Mirantes de Periperi)

19 de julho (domingo), 15h – Ilê Axé Omo Omin (Parque São Bartolomeu)

23 de julho (quinta), 16h – Ilê AséOminija (Sussuarana)

24 de julho (sexta), 16h – Ilê Asé Kalé Bokun (Plataforma)

25 de julho (sábado), 16h – Terreiro do Gantois (Federação)

Serviço
Estreia do espetáculo Orí [o olho por onde eu vejo deus é o mesmo olho por onde ele me vê]
Local: Auditório do Centro Cultural do Parque São Bartolomeu, no Subúrbio Ferroviário de Salvador
Data: 10 de julho, sexta-feira,
Horário: 15h
Entrada: gratuito

 

 

Extraído do portal de notícias G1 / Bahia
http://g1.globo.com/bahia/noticia/2015/07/peca-que-aborda-cultura-ancestral-africana-estreia-em-salvador.html

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *