Breaking News

Pesquisa da Uneal vai subsidiar documentário selecionado pelo MinC

20/08/2015 08:52

 

Uma pesquisa desenvolvida pelo Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros da Universidade Estadual de Alagoas (NEAB-Uneal), com a coordenação do professor Clébio Correia de Araújo, vai subsidiar a construção do documentário ‘O Juremeiro de Xangô’, com direção da premiada cineasta Arilene de Castro. As gravações estão previstas para serem iniciadas ainda este ano, em Arapiraca.
O projeto do filme foi selecionado pelo edital ‘Curta afirmativo 2014: protagonismo de cineastas afro-brasileiros na produção audiovisual’, do Ministério da Cultura, e vai receber o aporte financeiro no valor de R$ 100 mil para a execução da obra.

“Fizemos um projeto para falar da Jurema Sagrada, que é uma religião afro-ameríndia criada no Nordeste. A Jurema é o retrato da diversidade cultural brasileira. Seu lastro ritual vem da pajelança indígena e do uso da fumaça como instrumento de cura”, explicou o pesquisador Clébio Correia.

O Candomblé e a Jurema Sagrada serão retratados a partir do trabalho do Pai Alex Gomes da Silva, cujos terreiro e templo estão localizados em Arapiraca. “A ideia é tratar desse tema a partir da narrativa da vida do Pai Alex Gomes da Silva e seu duplo pertencimento ao Candomblé e à Jurema”, ratifica Correia.
A proposta da iniciativa é dar visibilidade às práticas religiosas, com a finalidade de promover o conhecimento e o respeito à cultura afrodescendente. “Em Recife, há um trabalho de divulgação, mas, aqui [em Alagoas], não há nenhum registro”, avaliou o assistente de direção e responsável pelo desenho sonoro, Igor Machado.

O assistente de direção destacou que a seleção vem em um bom momento. “É uma oportunidade de retratar a cultura, em especial a religião afro-nordestina, ao mesmo tempo em que Arapiraca começa a discutir, a desenvolver o audiovisual”, frisou.

As gravações terão o apoio do grupo arapiraquense Coletivo Arte Camaleão.

 

Areias que falam

 

por Agência Alagoas

 

Extraído do site Aqui Acontece / AL

http://aquiacontece.com.br/noticia/2015/08/20/pesquisa-da-uneal-vai-subsidiar-documentario-selecionado-pelo-minc

 

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *