Breaking News

Pinda: Associação Afro Livre intensifica ações no combate ao preconceito

QUI, 06 DE FEVEREIRO DE 2014 09:55 AFRO LIVRE

afrolivreA Associação Afro Livre, de Pindamonhangaba, intensifica neste mês ações de combate à discriminação racial. Fundada em maio de 2013, a Associação lançará uma publicação que debaterá as várias formas de preconceito.

Presidida pelo trabalhador Benedito Sergio Irineu, a associação foi criada por um grupo de 15 pessoas que perceberam a necessidade de debater com a sociedade local problemas sociais e de discriminação racial.

“O princípio básico da Afro Livre é buscar a igualdade de oportunidades e tratamentos, e um amparo social a pessoas que estão desamparadas pelo poder público, trabalhando com cidadãos em estado de vulnerabilidade social”, afirma o presidente Irineu.

De acordo com Irineu, esse trabalho é feito através de palestras com a sociedade, levando assim a informação e estabelecendo um diálogo com a população, formando um sendo crítico para que o problema da discriminação seja solucionado a cada dia.

E para ampliar este debate, este mês será lançada a revista Afro Livre. “A  revista Afro Livre é uma ferramenta que terá como propósito aproximar a população das discussões em torno da erradicação de qualquer forma de preconceito”, afirmou Irineu

A associação também desenvolve projetos importantes como o Projeto Musicando a Vida, que tem o objetivo de tirar os jovens das ruas dando aulas de instrumentos musicais, o Festival Cultural Afro brasileiro que deverá acontecer ainda neste ano de 2014, a Semana da Liberdade que debate com a população o combate ao preconceito e o Projeto Ponto de Apoio.

As pessoas que quiserem conhecer e participar da Associação Afro Livre, ou que tiverem algum tipo de denúncia sobre preconceito e discriminação racial podem procurar a entidade que fica na Rua Prudente de Moraes, Nº294, no centro de Pindamonhangaba. O horário de atendimento é das 8h às 17h e o telefone para contato é (12) 3642-1718.

Extraído do site Vale News:

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *