Breaking News

Pinda: Associação Afro Livre intensifica ações no combate ao preconceito

QUI, 06 DE FEVEREIRO DE 2014 09:55 AFRO LIVRE

afrolivreA Associação Afro Livre, de Pindamonhangaba, intensifica neste mês ações de combate à discriminação racial. Fundada em maio de 2013, a Associação lançará uma publicação que debaterá as várias formas de preconceito.

Presidida pelo trabalhador Benedito Sergio Irineu, a associação foi criada por um grupo de 15 pessoas que perceberam a necessidade de debater com a sociedade local problemas sociais e de discriminação racial.

“O princípio básico da Afro Livre é buscar a igualdade de oportunidades e tratamentos, e um amparo social a pessoas que estão desamparadas pelo poder público, trabalhando com cidadãos em estado de vulnerabilidade social”, afirma o presidente Irineu.

De acordo com Irineu, esse trabalho é feito através de palestras com a sociedade, levando assim a informação e estabelecendo um diálogo com a população, formando um sendo crítico para que o problema da discriminação seja solucionado a cada dia.

E para ampliar este debate, este mês será lançada a revista Afro Livre. “A  revista Afro Livre é uma ferramenta que terá como propósito aproximar a população das discussões em torno da erradicação de qualquer forma de preconceito”, afirmou Irineu

A associação também desenvolve projetos importantes como o Projeto Musicando a Vida, que tem o objetivo de tirar os jovens das ruas dando aulas de instrumentos musicais, o Festival Cultural Afro brasileiro que deverá acontecer ainda neste ano de 2014, a Semana da Liberdade que debate com a população o combate ao preconceito e o Projeto Ponto de Apoio.

As pessoas que quiserem conhecer e participar da Associação Afro Livre, ou que tiverem algum tipo de denúncia sobre preconceito e discriminação racial podem procurar a entidade que fica na Rua Prudente de Moraes, Nº294, no centro de Pindamonhangaba. O horário de atendimento é das 8h às 17h e o telefone para contato é (12) 3642-1718.

Extraído do site Vale News: