Breaking News

Polícia detém suspeitos de furtar mais de R$ 100 mil em objetos de casa de candomblé em Mogi

Casa foi furtada na última terça (19) e a proprietária suspeitava de onde o material estivesse.

 

 

Por G1 Mogi das Cruzes e Suzano

22/09/2017 12h12  Atualizado 22/09/2017 12h12

Mais de R$ 100 mil em objetos religiosos, que tinham sido furtados de uma casa de candomblé, foram recuperados na madrugada desta sexta-feira (22) em Mogi das Cruzes. Os vasos, colares de bronze, atabaques, estrelas de ouro e ferramentas religiosas estavam em outra casa de candomblé, no Conjunto Santo Ângelo.

A Polícia Militar disse que o furto aconteceu na última terça-feira (19) e a responsável pela casa de candomblé, que fica no Parque das Varinhas, suspeitava de onde as peças – avaliadas em R$ 101 mil reais – estivessem.

Nesta noite, os policiais foram até o local indicado e lá encontraram um cozinheiro de 23 anos que utilizava as peças durante um culto. Segundo a polícia, ele contou que recebeu as peças, desconfiou que eram furtadas, mas continuou usando.

Para os policiais ele indicou quem teria lhe entregue as peças. Um porteiro, de 23 anos, um operador de retífica, de 25 anos, e uma balconista, de 21 anos, contaram que retiraram os pertences da casa de candomblé por acreditarem que o local estava desativado. Segundo a polícia, porém, o espaço funciona há mais de 25 anos.

Entre os objetos que foram recuperados estão uma estrela de ouro de 8 pontas, colares de bronze e cobre, 350 argolas de cobre, 7 quilos de miçangas, 4 quilos de velas, três machados de pedra e três espadas, 100 talheres, vestimentas, 23 bacias de ágata, um jogo de atabaque e 60 ferramentas religiosas.

A perícia esteve no local e todas as peças serão devolvidas para a proprietária da casa de candomblé.

Nenhum dos quatro suspeitos tinham passagem. O cozinheiro foi detido em flagrante por receptação, já o trio que retirou as peças da casa vai responder em liberdade por furto. O caso é registrado no 2° Distrito Policial de Brás Cubas.

 

Extraído do portal de notícias G1 / Mogi e Suzano – SP
https://g1.globo.com/sp/mogi-das-cruzes-suzano/noticia/policia-detem-suspeitos-de-furtar-mais-de-r-100-mil-em-objetos-de-casa-de-candomble-em-mogi.ghtml

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *