Breaking News

Polícia ouve ‘Mãe de Santo’ dona de terreiro onde ocorreu ritual

05 de Maio de 2016 às 13:36 ••• atualizado em 05 de Maio de 2016 às 14:09     O resultado de três laudos periciais realizados na criança de 10 anos que morreu no último dia 28 de abril no Hospital de Urgência de Teresina (HUT), internada com suspeita de intoxicação, foram entregues à Polícia Civil. A pericia foi feita pelo Instituto Médico Legal de Teresina. A garota estava em coma desde o dia 14 deste mês após passar por uma cerimônia em um terreiro no interior de Timon. Ela teve falência dos órgãos e sofreu uma parada cardíaca. De acordo com Antonio Nunes, Diretor da Policia Técnico Cientifica, nesta primeira etapa não houve necessidade de encaminhar para laboratório em Goiás, como havia sido anunciado. “Se constatou lesões das mais diversas, lineares, algumas cicatrizadas e umas mostrando até formado de adereços religiosos. Essas cicatrizes mostram que a coisa não começou somente nesses dias, já vinha de forma criterica. Também foi coletado sangue lá no HUT, onde foi feito uma dosagem de colinesterase que é uma enzima que baixa muito em presença de veneno. O resultado chegou e deu normal, portanto, esses venenos não existem”, disse. Após a conclusão dos três primeiros laudos, a pericia dará inicio a mais uma etapa nas analises. “Saber que substâncias estavam no corpo dessa criança, no momento em que foi internada”, acrescentou Antonio Nunes.

Polícia ouve 'Mãe de Santo' dona de terreiro onde ocorreu ritual

  Na manhã desta quinta-feira, dia 05, a delegada Tatiana Nunes de Araújo Trigueiro, da (DPCA), colheu, juntamente com o delegado Emerson Almeida, o depoimento de uma mulher, popularmente conhecida como “Mãe de Santo”, apontada como proprietário do 'templo religioso' onde acontecia os rituais de magia negra. A delegada, durante fala com a reportagem, informou que não pode repassar maiores informações, já que as investigações seguem sob sigilo por se tratar de uma menor de idade. Em nota, a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente ( DPCA), informou que as investigações acerca da morte da criança ainda continuam dentro dos prazos legais. Testemunhas já foram ouvidas, e outras pessoas deverão prestar depoimentos nos próximos dias. 65adada7-cab1-46bd-9f84-02d47888f8c3 Extraído do portal de notícias Meio Norte http://www.meionorte.com/noticias/policia/policia-ouve-mae-de-santo-dona-de-terreiro-onde-ocorreu-ritual-293098

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *