Breaking News

Polícia prende homem que teria matado outro por ciúmes

Paulo Ricardo matou Carlito na saída de um salão de Umbanda, em Campo Maior.

04/09/2014 09:25 - Atualizado em 04/09/2014 09:43   Maria Clara Estrêla ( claraestrelaalmeida@gmail.com ) A Polícia Militar de Teresina, em trabalho conjunto com o 1º DP de Campo Maior, prendeu no final da noite desta quarta-feira (03) Paulo Ricardo de Sousa Carvalho, acusado de assassinar Carlito Monteiro de Brito na saída de um salão de umbanda no último domingo (31).  Ele estava foragido desde então, mas foi encontrado na casa de parentes no bairro Morada Nova.  
Paulo Ricardo de Sousa Carvalho é acusado de matar o desempregado Carlito Monteiro de Brito a pauladas e pedradas
Paulo Ricardo de Sousa Carvalho é acusado de matar o desempregado Carlito Monteiro de Brito a pauladas e pedradas
De acordo com a delegada Ana Luíza, titular do DP de Campo Maior, a motivação do homicídio ainda não ficou clara, mesmo com Paulo Ricardo tendo confessado o crime. “A princípio, as agressões teriam motivações passionais porque a vítima teria 'puxado conversa' (SIC) com a companheira do acusado, no entanto, alguns frequentadores do local disseram que o Paulo seria, na verdade, companheiro do pai de santo do salão de umbanda e que o Carlito teria demonstrado interesse pelo pai de santo, gerando ciúme”, afirma Ana Luíza. O Núcleo de Inteligência da Polícia Civil já vinha monitorando os familiares e o próprio acusado desde o dia do crime. “Ele não resistiu à prisão, não estava armado e já foi levado ontem para Campo Maior onde eu vou ouvi-lo ainda hoje”, diz. Sua prisão correu em cumprimento a um mandado de prisão preventiva expedido na segunda feira (01) pela Justiça.
Carlito Monteiro de Brito foi morto na saída de um salão de umbanda no último domingo (31) em Campo Maior
Carlito Monteiro de Brito foi morto na saída de um salão de umbanda no último domingo (31) em Campo Maior

As informações ainda serão checada pela polícia, mas, segundo a delegada, a versão do ciúme faz sentido e deve ser levada em consideração. Os frequentadores do salão de umbanda e o próprio pai de santo do lugar devem ser intimados a prestar depoimento junto à delegacia de Campo Maior nos próximos dias. Enquanto isso, Paulo Ricardo permanece detido em prisão preventiva expedida pelo juiz da comarca.   Extraído do portal O Dia, de Teresina-PI http://www.portalodia.com/noticias/policia/policia-prende-em-teresina-acusado-de-homicidio-em-campo-maior-213593.html

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *