Breaking News

Ponte Estaiada recebe exposição Xirè dos Orixás

O objetivo maior é expandir o diálogo sobre as religiões de matriz africana, como a Umbanda e o Candomblé

12/08/2016 07:21h

 

A intolerância religiosa e racial ainda são práticas recorrentes na sociedade brasileira, na maioria das vezes explicitada a partir da utilização de determinada vestimenta. Como uma forma de combater o preconceito e apresentar a riqueza cultural das religiões de matriz africana, será aberta no dia 18 de agosto, na Ponte Estaiada, a exposição “Xirè dos Orixás”, que traz uma mostra dos trajes usados pela Umbanda e Candomblé.

A exposição, que tem como organizadoras as professoras L’Hosana Tavares e Francisca Verônica Cavalcante, é fruto da pesquisa “Roupas de Santo: marcadores identitários das religiões afro-brasileiras” em desenvolvimento dentro do Programa de Pós-Graduação em Antropologia da Universidade Federal do Piauí (UFPI). A mostra deve permanecer no local durante o restante do mês.

O objetivo é expandir o discurso sobre as religiões afro- -brasileiras, revelando a simbologia das “roupas de santo” empregadas em rituais da Umbanda e do Candomblé. São levadas a exposição vestimentas usadas tanto usadas pelos filhos e filhas de santo dentro dos terreiros para os afazeres cerimoniais (chamadas roupas de ração) como as usadas durante as festas e rituais, além das roupas específicas de cada orixá.

 

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A construção das vestes a serem apresentadas são reproduções das originais encontradas nos terreiros Ilè Oyá Tade e Ilè Asè Oloomi Wura, ambos de Teresina. Ao todo, 20 bonecos paramentados, compõe a exposição, sendo 16 deles a representação das roupas dos orixás mais cultuados no Brasil. Durante a pesquisa de campo foram realizadas entrevistas com os sujeitos dos espaços religiosos e coletas visuais para construção das miniaturas.

A exposição “Xirè dos Orixás” faz parte de uma programação que também inclui outras referências à cultura afro-brasileira. O espaço da Ponte Estaiada deve receber ainda uma exposição de artesanato afro, de instrumentos utilizados em rituais de religiões afro-brasileiras. Também haverá a apresentação de um grupo de maculelê, uma dança folclórica de origem afro-brasileira e indígena, carregada de forte expressão teatral, feita ao ritmo de atabaques e ao som de cânticos.

O complexo da Ponte Estaiada sediará ainda uma mostra fotográfica de edições do evento Cultura Negra Estaiada na Ponte, que chama atenção justamente para a intolerância religiosa e racial.

Por: Yuri Ribeiro – Jornal O Dia

 

Extraído do site do portal o dia / Teresina – PI
http://www.portalodia.com/noticias/piaui/ponte-estaiada-recebe-exposicao-xire-dos-orixas-279440.html

About The Author