Breaking News

Por culto ao candomblé, Feijão é vítima de intolerância religiosa

Volante foi alvo de um torcedor após saudar Ogum na legenda de uma foto no Instagram

Da Redação (redacao@correio24horas.com.br)

06/07/2017 10:50:00Atualizado em 06/07/2017 11:47:12

 

 

O volante Feijão, do Bahia, viveu uma situação de intolerância religiosa em seu Instagram. Adepto do candomblé, o jogador publicou uma foto e encerrou a legenda com a palavra “Ogum”. 

Um seguidor respondeu: “Que diabo de Ogum, por isso que não vai pra frente”. Ao que Feijão rebateu: “Cada um com sua religião, não venha falar sua merda aqui não na minha página”.

O torcedor insistiu: “Ô seu macumbeiro, não venha pra cá tirar sua onda não que eu não como regue de você, sua carniça. Saia do Bahia, miséria”. Feijão respondeu mais uma vez: “Sou macumbeiro, não tenho vergonha não, pai. Quem é você para me mandar embora do Bahia? Também não tenho medo de você não, pai, vamos se bater em Salvador um dia!”.

Feijão rebate comentários de torcedor no Instagram (Foto: Reprodução/Instagram)

A postagem da foto foi feita no dia 14 de junho e os comentários transcritos aconteceram logo na sequência.  Depois disso, uma leva de torcedores se manifestou e têm se manifestado a favor de Feijão.

Na última quarta-feira (5), o volante comentou rapidamente sobre o ocorrido antes do treino no Fazendão. “As pessoas estão confundindo as coisas. Confundindo muito. Respeito todas as religiões e espero que respeitem a minha. Sou do candomblé e com muito orgulho. Espero que tenha coragem de falar na minha frente. Na rede social é muito fácil”, declarou, em entrevista ao Bahia Notícias.

A última partida de Feijão foi no dia 22 de junho, contra o Corinthians. Na ocasião, o time perdeu por 3×0, em São Paulo, e ele falhou no terceiro gol, já nos minutos finais.

 

 

Extraído do site do Jornal Correio 24hs / Salvador – BA
http://www.correio24horas.com.br/single-esporte/noticia/por-culto-ao-candomble-feijao-e-vitima-de-intolerancia-religiosa/?cHash=cb7e748bfde2a5e33cba0d5f485d0eb7

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *