Breaking News

Porto Iracema promove oficina para Festa de Iemanjá ser patrimônio imaterial no Estado

 

“Mapeamento e cartografia das Festas de Iemanjá no Ceará” será o tema abordado durante o evento gratuito e aberto ao público, nesta quinta (17).

Seg, 14 de Março de 2016 16:02

Com participação da Coordenadoria de Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), a Oficina de Orientação para elaboração do dossiê para o pedido de registro da Festa de Iemanjá como patrimônio imaterial, em nível estadual, acontece nesta quinta-feira (17), das 9h às 13h, na Escola Porto Iracema das Artes (Rua Dragão do Mar, 160, Praia de Iracema), equipamento da Secult. Participam ainda da atividade outras instituições governamentais, não governamentais, pesquisadores, povos e comunidades de terreiro e demais simpatizantes do tema.

A oficina é resultado de um trabalho integrado entre o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a Secretaria da Cultura de Fortaleza e a Secult, como orientação da comunidade que organiza e vive a Festa de Iemanjá. O encontro integra uma série de procedimentos de elaboração do dossiê para o pedido de registro desta Festa como patrimônio imaterial. Ao todo, serão sete oficinas de orientação. Nesta quinta-feira ocorre a terceira oficina, abordando o tema “Mapeamento e cartografia das Festas de Iemanjá no Ceará”.

De acordo com a Lei de registro de Bens Imateriais do Estado do Ceará, Lei N°13.427 de 30 de dezembro de 2003, a instauração das propostas de Registro dos Bens Culturais de Natureza Imaterial cabe, além das entidades e órgãos públicos da área cultural, a qualquer cidadão ou associação civil. As propostas de registro, instruídas com documentação pertinente, serão dirigidas à Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, que também deve, sempre que necessário, orientar os proponentes na montagem do processo.


Planejamento:
1° Oficina: Produção do texto para a Declaração de Interesse | Dezembro
2° Oficina: Identificação e levantamento de documentação e pesquisas sobre a Festa de Iemanjá | Fevereiro
3° Oficina: Mapeamento e cartografia das Festas de Iemanjá no Ceará | Março
4° Oficina: Coleta de depoimentos e de relatos de memória | Abril
5° Oficina: Descrição dos ciclos das Festas de Iemanjá | Maio
6° Oficina: Elaboração do Plano de Salvaguarda | Junho
7° Oficina: Preparação do Dossiê | Julho

:: SERVIÇO:

3° Oficina: Mapeamento e cartografia das Festas de Iemanjá no Ceará | Março

Data: 17/3, das 9h às 13h.

Local: Escola Porto Iracema das Artes

Entrada franca. Participação aberta a qualquer interessado.

14.03.2016
Assessoria de Imprensa da Secretaria da Cultura – Secult
Dalwton Moura – (85) 3101-6761 ou 98699-6524
dalwton.moura@secult.ce.gov.br

Giselle Dutra e Wania Caldas
Gestora de Célula / Secretarias e Conteúdo

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br  / (85) 3466.4898

 

Extraído do site do Governo do Estado do Ceará
http://www.ceara.gov.br/sala-de-imprensa/noticias/15968-porto-iracema-das-artes-oficina-sobre-registro-da-festa-de-iemanja-como-patrimonio-imaterial-estadual-acontece-nesta-quinta-17

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *