Breaking News

Portugal condecora com Ordem Infante Dom Henrique o diretor do Museu Afro Brasil em SP

Por mundolusiada | 18 novembro, 2015 as 3:36 pm | Nenhum comentário

Da Redação

MuseuAfroBrasil_Ibirapuera-300x200O Presidente de Portugal, Cavaco Silva, decidiu este ano conferir a Emanoel Alves de Araújo, diretor do Museu Afro Brasil, as insígnias de Comendador da Ordem do Infante Dom Henrique.

A outorga da condecoração será realizada no dia 21 de Novembro de 2015, às 11h30, no Museu Afro Brasil – localizado no Parque do Ibirapuera em São Paulo. O Embaixador de Portugal no Brasil, Francisco Ribeiro Telles, irá se deslocar especialmente a São Paulo para, em nome do Presidente Cavaco Silva, fazer a outorga da Comenda.

Com o título distintivo de honra, Portugal reconhece sua trajetória profissional e pessoal. Importante pensador da cultura nacional e das políticas públicas de cultura, incansável divulgador da arte e da cultura afro-brasileira e artista plástico de renome, Emanoel Araújo tem sido um entusiástico impulsionador do diálogo cultural, afetivo e estético que une a cultura tradicional e contemporânea portuguesa à história e sociedade brasileiras, destaca o Consulado de Portugal em SP.

“Trata-se de uma distinção muito merecida, que reconhece publicamente a contribuição de Emanoel Araújo na ampliação dos laços culturais e afetivos que ligam portugueses e brasileiros. Quer enquanto gestor público, quer enquanto artista, quer ainda nas exposições que organizou ou curou, soube construir pontes importantes entre os dois países que ajudam a entender de forma não complexa e construtiva a história, cultura e valores partilhados pelos dois povos”, afirma Paulo Lourenço, Cônsul Geral de Portugal em São Paulo.

Nasceu em 15 de novembro de 1940, na cidade de Santo Amaro da Purificação (Bahia), Emanoel Alves de Araújo é integrante de uma tradicional família de ourives, aprendeu marcenaria, linotipia e estudou composição gráfica na Imprensa Oficial de Santo Amaro da Purificação. Em 1959 realizou sua primeira exposição individual ainda em sua terra natal. Mudou-se para Salvador na década de 1960 e ingressou na Escola de Belas Artes da Bahia (UFBA), onde estudou gravura.

Foi premiado com medalha de ouro na 3ª Bienal Gráfica de Florença (Itália) em 1972. No ano seguinte recebeu o prêmio provindo da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) de melhor gravador e, em 1983, o de melhor escultor. Entre 1981 e 1983, instala e dirige o Museu de Arte da Bahia (MAB), em Salvador, e expõe individualmente no Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (Masp). Em 1988 é convidado a lecionar artes gráficas e escultura no Arts College, na The City University of New York.

Foi diretor da Pinacoteca do Estado de São Paulo (1992-2002), configurando-a como o museu brasileiro de maior destaque internacional. Já em 2004 fundou o Museu Afro Brasil, onde é atualmente Diretor Curador, doando grande parte de sua coleção particular para construção do acervo e transformando-o no mais importante museu dessa natureza nas Américas.

Em 2005, exerceu o cargo de Secretário Municipal de Cultura. Já em 2007 foi homenageado pelo Instituto Tomie Ohtake com a exposição Autobiografia do Gesto, que reuniu obras de 45 anos de carreira.

A Ordem do Infante D. Henrique foi criada em 1960 para comemorar o V Centenário da morte do Infante Dom Henrique, o Navegador, filho do Rei D. João I e da Rainha D. Filipa de Lencastre. Em 1960, a homenagem criada destinou-a galardoar serviços ligados à “atividades ou estudos histórico-marítimos ou ao conhecimento e divulgação da expansão de Portugal ao redor do mundo”. Dom Henrique constitui uma figura emblemática: foi navegador, explorador, estudioso, aventureiro e cavaleiro. A ordem do Infante Dom Henrique reconhece o empenho de todos aqueles que se notabilizam na defesa e dignificação da história e a cultura portuguesas.

SERVIÇO
Condecoração de Emanoel Alves de Araújo, Diretor do Museu Afro Brasil
Data: 21 de Novembro de 2015 (Sábado) | Horário: 11h30 | Entrada Gratuita
Local: Museu Afro Brasil – Parque do Ibirapuera – São Paulo/SP
Avenida Pedro Álvares Cabral, Portão 10

 

Extraído do site português Mundo Lusíada / Lisboa – PT
http://www.mundolusiada.com.br/cultura/portugal-condecora-com-ordem-infante-dom-henrique-diretor-do-museu-afro-brasil-em-sp/

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *