Breaking News

Povo de santo se reúne na Mangueira para celebrar a reinauguração da FENACAB Sudeste

Texto e fotos: Sérgio d´Giyan 20.12.2016 16:18

dscf8544

A quadra da Mangueira recebeu hoje, os representantes da cultura e da religiosidade de matriz africana para a reinauguração da regional sudeste da FENACAB – Federação Nacional dos Cultos Afro-Brasileiros.

A Iyalorixá Ignez Teixeira, Secretaria de Promoção da Igualdade Racial do Município de Nilópolis e Diretora da ANMA – Associação Nacional de Mídia Afro foi a mestre de cerimônia do evento. Dando início a solenidade convidou o Babalorixá Aristides Mascarenhas, Presidente da FENACAB Nacional, para falar sobre a instituição e sua história. Em seguida, Doné Sonia de Sangó subiu ao palco e apresentou todos os representantes para assinarem o termo de posse, sendo investidos como membros da FENACAB Regional Sudeste.

Doné Sonia d´Sangó é investida na coordenadoria regional da FENACAB Região Sudeste, que fica instituída com os seguintes membros empossados:
Pai Aurélio d´Logun-Edé;
Iyá Nilda d´Odé;
Pai Gleis d´Osogiyan;
Tata Kavunange;
Pai Muzurê d´Osumaré;
Ekedji Marilene;
Egbomi Jak d´Dan;
Mãe Enóia d´Oyá;
Mãe Fátima d´Omulu;
Egbomi Odé Nila;
Mãe Iva d´Osun;
Iyá Regina d´Osogiyan;
Ogan Carlinhos;
Ogan Leandro;
Ogan Renato,
Hamilton Odé Nila

Segundo Mãe Sonia, coordenadora geral da FENACAB Sudeste, uma das conquistas para a FENACAB nos últimos 70 anos de sua existência foi a criação das sub-coordenadorias nos quatro estados que compõem a regional sudeste, nomeando para cada estado um gestor.

Dando prosseguimento a solenidade, Mãe Ignez convidou os representantes dos grandes ícones que fizeram parte da história da nossa cultura. Destacamos os representantes de Pai Joãozinho da Goméia, Pai Rufino do Beru, Iyá Nitinha de Osun, Mãe Teté de Yansã, Tata Fomotinho, Pai Djalma de Lalu, Egbomi Theodora, Egbomi Dila, Pai Zezinho da Boa Viagem, Pai Pérsio, entre outros.

Em seguida, subiram ao palco para receber o 1º Prêmio Olorum Eledá, diversos sacerdotes, Iyalorixás, ogans e ekedjis. A mídia afro foi homenageada no ato através de Pai Paulo de Oxalá, do Jornal Extra, Pai Yango de Obaluaiyé, da Revista Agen Afro e Pai Sérgio d´Osogiyan, do Jornal Awùre.

Durante a cerimônia houve a apresentação do Afoxé Filhos de Gandhi. Uma das grandes atrações foi a performance de Xangô dançando com três alguidares pegando fogo, ao som do Alujá. Três dançarinos de Niterói fizeram uma homenagem a falange de Malandros e Pombagira.

Ao final, a FENACAB distribuiu certificados para alguns homenageados. O Ogan Tião Casemiro foi um deles, e convidada por Mãe Ignez, cantou algumas de suas cantigas.

Ao longo da cerimônia, a regional Sudeste, sob a gerência de Mãe Sonia, foi convidada para organizar evento similar na quadra da escola de samba Vai-Vai, em São Paulo e nas cidades de Belo Horizonte e Vitória.

Mãe Sonia confirmou que as grandes casas de culto localizadas no Rio de Janeiro e em São Paulo confirmaram a adesão à FENACAB Sudeste, mantendo assim, sua filiação à instituição.

A FENACAB Sudeste é uma realidade e desejamos que seus serviços sejam reconhecidos por toda a nossa comunidade. Asé!

dscf8636
Sérgio d´Giyan, editor do Jornal Awùre sendo laureado por serviços prestados a cultura e religiosidade afro-brasileira.
dscf8652
Bailarinos de Niterói e São Gonçalo fazem homenagem a falange dos Malandros e Pombagiras.
dscf8503
Feirinha de artesanato mostrou a arte do povo de santo.
dscf8500
Bloco de Afoxé brilha durante a cerimônia com seus toques e sua dança.
dscf8444
Da esq para a dir.: Pai Ivanir dos Santos, da CCIR; Pai Aristides Mascarenhas, da Fenacab Nacional; Mãe Sonia d´Sangó, da Fenacab Sudeste e Pai Paulo de Oxalá, do Jornal Extra.

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *