Breaking News

Prefeito do Rio sanciona a Lei do Axé

DSCF1840
Sérgio D´Giyan, Tião Casemiro e Eduardo Paes
Foto: Raphael Saulo / Awùre

Texto: Sérgio D´Giyan

O Prefeito Eduardo Paes sancionou na tarde desta quinta-feira, a Lei do Axé, projeto de autoria do vereador Átila Nunes (PSL), e que garante que materiais destinados a cultos religiosos não sejam enquadrados no programa Lixo Zero, coordenado pela COMLURB.

Segundo o vereador, a partir de agora, os agentes municipais serão orientados a reconhecer e dissociar o material utilizado em cultos afros dos resíduos descartados de forma irregular em vias públicas, principalmente em datas festivas, como a Festa de Iemanjá que se aproxima com o final do ano, nas praias da cidade.

Como já é tradicional, os adeptos das religiões de matriz africana, a Umbanda e o Candomblé realizam suas oferendas na passagem do ano. Prática seguida até por quem não é adepto da religião, àqueles que lançarem flores ao mar poderão fazer sem medo de ser multado. Vale esclarecer que todo o material poderá ser recolhido normalmente pelos garis.

DSCF18702
Lei sancionada pelo prefeito
Foto: Raphael Saulo / Awùre

Além do prefeito e do vereador, estiveram presentes do ato, o Presidente da Comlurb, Vinicius Roriz, o representante da Federação de Umbanda, Sr. José Carlos Gentil, o Ogan Tião Casemiro, Dulce Vasconcellos, do Condedine e o editor deste jornal, Sérgio D´GIyan, representando a ANMA – Associação Nacional de Mídia Afro. A equipe parlamentar do vereador Átila Nunes também esteve presente.

Ao final, o ogan Tião Casemiro, entoou cantigas de Iemanjá acompanhado por todos os presentes, que aplaudiam e cantavam. Eduardo Paes encantado com a voz de Tião festejou e aplaudiu sua performance.

A ANMA registra que orienta aos seus associados e a todos os programadores de rádio e TV da mídia afro, que recomendem a seus ouvintes e aos adeptos da religião de matriz africana, a substituirem nas suas oferendas os materiais que não sejam biodegradáveis.

DSCF1820
Da esquerda para a direita: o presidente da Comlurb, Vinicius Roriz, o representante da Federação Umbandista, Sr. José Carlos Gentil, e o Vereador Átila Nunes, autor do projeto
Foto: Raphael Saulo / Awùre

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Ilé Asé Omin Oiyn, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Hoje, é editor do Jornal Awùre. Diretor Financeiro da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. Colabora com a assessoria de comunicação do PPLE - Partido Popular da Liberdade de Expressão Afro-Brasileira. É sócio diretor na agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *