Breaking News

Prêmio contempla 11 projetos de ações culturais afro-brasileiras

Cada projeto receberá até R$ 80 mil para preservação e difusão do patrimônio cultural

por Portal BrasilPublicado: 27/06/2017 16h59Última modificação: 27/06/2017 16h59

Divulgação/Prefeitura de Campinas (SP)
Projetos puderam contemplar gravação de CD ou DVD de gêneros musicais relacionados à cultura africana

O 4º Prêmio Nacional de Expressões Afro-brasileiras, com apoio da Fundação Cultural Palmares, contemplou 11 projetos, com total de R$ 900 mil. O resultado pode ser conferido na página do prêmio.

Projetos das cinco regiões do Brasil nas áreas de artes cênicas e de música foram selecionados para receber até R$ 80 mil cada, e havia ainda um prêmio especial no valor de R$ 100 mil, destinado à preservação e à difusão do patrimônio cultural e histórico afro-brasileiro.

O repasse do apoio financeiro para a produção do projeto selecionado será efetuado em três parcelas, conforme previsto no edital. Apenas os projetos selecionados serão comunicados por telefone ou correio eletrônico. O período de realização dos projetos selecionados será de três meses, de 1º de agosto de 2017 a 31 de outubro de 2017. 

Projetos

Participaram do prêmio pessoas jurídicas, de natureza cultural, com ou sem fins lucrativos, com efetiva e comprovada atuação na área cultural, especialmente as que promovem a difusão e a valorização das expressões culturais afro-brasileiras. 

Entre os tipos de projetos que puderam se inscrever estão montagem ou remontagem de espetáculo teatral, dança, musicais ou circo, incluindo performances, festival, intervenção urbana ou propostas inovadoras.

Na área de música, os projetos puderam contemplar gravação de CD ou DVD de artistas ou grupos que tenham como base de suas composições gêneros musicais que emergiram ou foram influenciados pela cultura africana e seus descendentes, como o samba, o maracatu, o ijexá, o coco, o jongo, o maculelê, o maxixe, a lambada e o carimbó, entre outros.

Fonte: Ministério da Cultura

 

 

Extraído do site Portal Brasil / Brasília – DF
http://www.brasil.gov.br/cultura/2017/06/premio-contempla-11-projetos-de-acoes-culturais-afro-brasileiras

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *