Breaking News

Preso mais um participante de chacina em terreiro

Da redação | Qua, 17/09/2014 às 18:12 | Atualizado em: 17/09/2014 às 19:13

 

340x255_chacina-terreiro-marechal-rondon_1448541
Chacina aconteceu em maio deste ano em um terreiro de Candomblé
Edilson Lima / Ag. A TARDE

Evandro de Oliveira Ramos, de 31 anos, um dos seis criminosos participantes da chacina ocorrida em maio deste ano em um terreiro de Candomblé, no bairro de Marechal Rondon, se apresentou na 11ª Delegacia Territorial (DT/Tancredo Neves), na última segunda-feira, 15, acompanhado de uma advogada, e foi conduzido para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), na Pituba. Seus cinco comparsas no homicídio múltiplo já estão recolhidos no sistema prisional.

340x255_chacina-marechal-rondon_1448539
DKA e Evandro são apontados pela polícia como os executores da chacina
Edilson Lima / Ag. A TARDE

No depoimento prestado ao titular da Delegacia de Homicídios Múltiplos (DHM), delegado Odair Carneiro, Evandro confessou participação nas mortes de Maria da Paixão Pereira, 65, de seus filhos Jadaíra Pereira dos Santos, 28, e Jackson Pereira dos Santos, 27, de Antônio Cláudio dos Santos, 39, e de Ana Rita Santana Santos, 29. O criminoso já tinha passagem pela polícia em 2012 por tráfico de drogas, com a prisão temporária decretada pela 2ª Vara do Júri.

Carlos Eduardo Sena, o “Índio”, preso na semana passada, confessou ser o mandante da chacina, tendo como cúmplices, além de Evandro, Denilson dos Santos Ribeiro, o “DK”, Juliana Santana da Silva, Diego Santana da Silva e Raimundo Nonato Baracho dos Santos, o “Russo”, capturados entre os dias 6 e 11 deste mês. As cinco vítimas foram baleadas e queimadas no terreiro de Candomblé, onde a família de Maria da Paixão também residia.

As investigações conduzidas pela DHM indicaram que a chacina foi em represália à prisão de três integrantes da quadrilha de “Índio”, capturados no dia 14 de maio, durante operação conjunta das polícias Civil e Militar, na Rua Lígia Maria. Um dos três criminosos perseguidos, apelidado de “Gordo”, invadiu o terreiro de Candomblé, onde foi localizado e preso.

 

 

Extraído do Portal de Notícias A Tarde

http://atarde.uol.com.br/bahia/salvador/noticias/preso-mais-um-participante-de-chacina-em-terreiro-1623624

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *