Breaking News

Rei nigeriano participa de seminário em Salvador

Da Redação | Qua, 23/07/2014 às 10:54 | Atualizado em: 23/07/2014 às 10:54   RTEmagicC_Oba-Adeyemi-III.jpg Uma comitiva nigeriana chega a Salvador neste sábado, 26, onde visita os terreiros matriarcais que deram origem ao candomblé nagô da Bahia. O grupo conta com a presença da Majestade Imperial, o Alaafin Oyo, Obá Ladeyemi III, considerado o descendente direto de Odudua, fundador e primeiro ancestral do povo iorubá. Ele participa, de 28 a 31 de julho, do I Seminário Internacional para Preservação do Patrimônio Cultural Compartilhado Brasil-Nigéria, no Fórum Ruy Barbosa. O objetivo do seminário é promover o legado cultural e histórico comum entre a Bahia e Oyo e discutir de estratégias de salvaguarda patrimonial, evidenciando a importância das tradições iorubanas de Oyo para as comunidades de matriz africana brasileiras. A programação envolve mesas redondas e visitas ao Centro Histórico e aos cinco terreiros matriciais de tradição iorubá da Bahia, tombados como patrimônio nacional: o Ilé Asè Iyá Nassó Okà (Casa Branca), o Ilé Asé Opo Afonja, o Ilé Iyá Omi Asé Iyamasé (Terreiro do Gantois), o Ilé Maroialaji (Terreiro Alaketu) e o Ilé Osùmàré Arakà Asé Ogodo (Casa de Oxumarê).
Confira a programação completa
28 de julho (segunda-feira) Fórum Ruy Barbosa (Campo da Pólvora) 14:30 a 15:50 | Solenidade de Abertura 16:00 a 16:40 | Palestra magna de Sua Majestade Imperial, o Alaafin de Oyo 16:40 a 17:00 | Apresentação Cultural de Inaycira Falcão 17:00 a 18:20 | Mesa-Redonda 1: Nos caminhos de Xangô: o patrimônio cultural compartilhado entre Oyo e a Bahia 1) A importância do Império de Oyo e a riqueza cultural preservada na cidade de Xangô 2) A centralidade do culto de Xangô nos terreiros de Candomblé Nagô da Bahia e suas ligações com império de Oyo 18:20 a 18:40 | Intervalo com Coffee-break 18:40 a 20:00 | Mesa-Redonda 2: Problemáticas e Instrumentos da Preservação e Salvaguarda do Patrimônio Compartilhado no Brasil e na Nigéria 1) Políticas públicas para a preservação e valorização do patrimônio cultural dos povos e comunidades de matriz africana no Brasil (tombamento, mapeamentos e planos de gestão integrada) 2) Proteção e gestão do patrimônio cultural da cidade de Oyo: possíveis mecanismos de proteção 29 de julho (terça-feira) 09:00 a 12:00 | Terreiro da Casa Branca do Engenho Velho Visita da comitiva de Oyo ao Terreiro da Casa Branca do Engenho Velho encontro sobre ações preservacionistas, origens, ancestralidade e manutenção das tradições. 14:00 a 17:00 | Casa de Oxumarê Visita da comitiva de Oyo à Casa de Oxumarê para encontro sobre ações preservacionistas, origens, ancestralidade e manutenção das tradições 30 de julho (quarta-feira) 09:00 a 12:00 | Ilê Àse Opo Afonjá Visita da comitiva de Oyo ao Terreiro Ilé Àse Opo Àfonjá para encontro sobre ações preservacionistas, origens, ancestralidade e manutenção das tradições. 14:00 a 17:00 | Terreiro Alaketu Visita da comitiva de Oyo ao Terreiro Alaketu para encontro sobre ações preservacionistas, origens, ancestralidade e manutenção das tradições 31 de julho (quinta-feira) 09:00 a 12:00 | Terreiro do Gantois Visita da comitiva de Oyo ao Terreiro do Gantois encontro sobre ações preservacionistas, origens, ancestralidade e manutenção das tradições. 16:00 a 17:00 | Visita à Pedra de Xangô de Cajazeiras Encontro da comitiva de Oyo com o Conselho das Comunidades Negras e Terreiros do bairro de Cajazeiras (Avenida Assis Valente)   Extraído do site A Tarde http://atarde.uol.com.br/bahia/salvador/noticias/rei-nigeriano-participa-de-seminario-em-salvador-1608208

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *