Breaking News

Representantes das religiões de matriz afro entregam carta denúncia ao MP 

Texto e fotos: Sérgio d´Giyan | 23.03.2015 20:41

 

DSCF6321
Mãe Edelzuita, do Asé Osumaré entrega a petição ao Procurador da República Jaime Mitropoulos

Cerca de 200 adeptos da Umbanda e do Candomblé  se reuniram em frente ao prédio do Ministério Público, para pedir ao Ministério Público Federal (MPF) a investigação para verificar as atividades da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) que recentemente divulgou nas redes sociais a formação de um grupo com características paramilitares denominado “Gladiadores do Altar”.  Vídeos publicados na internet mostram jovens uniformizados como militares, marchando e gritando palavras de ordem.

O vídeo demonstrando as atividades desse grupo provocou a preocupação dos adeptos das religiões de matriz africana, que desde a criação da seita neo-pentecostal tem investido com violência e intolerância contra os membros e os templos de Umbanda e Candomblé.

Ao som de um atabaque os adeptos se reuniram no início da tarde na porta do prédio do MP, localizado na Avenida Nilo Peçanha, 31, no centro da cidade, e dançaram aos cânticos de louvor a Exú, Xangô e Ogun.

DSCF6333
Conceição de Lissá, iyalorixá que sofreu oito atentados e teve sua casa incendiada.

Mais tarde todos foram recebidos pelo representante do MPF, o procurador Jaime Mitropoulos. No auditório, alguns representantes da religião expuseram o temor com relação a formação desse grupo por parte da Igreja.

A carta denúncia foi entregue pela egbomi Edelzuita, do Asé Oxumaré, que tem sua casa matriz em Salvador-BA. Discursaram em nome dos religiosos, Mãe Flavia Pinto, da Casa do Perdão; o advogado Luiz Fernando, representando o Asé Osumaré; Mãe Edelzuita, do Asé Osumaré; Mãe Marcia de Osun; a Iyalorixá Conceição de Lissá; Marco Xavier, do Muda – Movimento Umbanda do Amanhã; a jornalista Roseane, e sua filha Yasmin, representando o grupo de estudos da UERJ contra a intolerância religiosa; o ogan Jaçanã, e por último, o interlocutor da Comissão de Combate  a Intolerância Religiosa, o babalawô Ivanir dos Santos. Finalizando o encontro, o representante do MPF, Mitropoulos, esclareceu o papel do MPF ao receber toda e qualquer solicitação oriunda de qualquer segmento da sociedade, e que a carta terá a tramitação legal dentro do Ministério Público, para que seja investigada a procedência e dar as providências cabíveis a ação.

A manifestação foi realizada simultaneamente em outras 24 capitais dos estados da Federação, e amanhã, em Brasília, um grupo de sacerdotes e adeptos entregam a carta ao MPF do Distrito Federal.

O advogado Luiz Fernando Martins, responsável pela petição entregue ao MPF, disse que é assustador o avanço do fundamentalismo religioso. Ainda não há nenhuma atividade de intolerância provocada por esse grupo. Segundo a IURD, o grupo, formado por mais de quatro mil jovens, foi criado em janeiro desse ano e não concorda com a insinuação de que jovens uniformizados possam induzir a violência.

 

Mais fotos na página do Awùre no facebook:
https://www.facebook.com/media/set/?set=a.943252625706476.1073741876.292866740745071&type=3

DSCF6292

 

DSCF6352 DSCF6345 DSCF6342 DSCF6341

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *