Breaking News

Rolling Stones invocam o demônio em shows pelo Brasil

Imagens no telão antes da música geraram revolta de internautas

por Jarbas Aragão

2/03/2016 – 19:00

 

Rolling Stones invocam o demônio em shows
Rolling Stones invocam o demônio em shows

“Por favor, deixe que eu me apresente. Sou um homem de fortuna e requinte. Estou por aí já faz muitos anos. Roubei as almas e a fé de muitos homens. Estava por perto quando Jesus Cristo teve seu momento de dúvida e dor. Fiz questão de garantir que Pilatos lavasse suas mãos e selasse seu destino. Prazer em lhe conhecer. Espero que adivinhe o meu nome”

Assim começa a letra da música Sympathy For The Devil [Simpatia pelo Diabo]. Ela faz parte da apresentação da banda inglesa Rolling Stones em sua turnê pelo Brasil.

No palco, o vocalista Mick Jagger aparece usando uma capa que remete ao famoso satanista Anthony Lavey. Nos telões, pentagramas e cruzes invertidas, imagens do demônio em luzes vermelhas brilhantes. O público aplaude e canta junto.

Tem sido assim durante a turnê “Olé”, que percorre a América Latina e tem sido um sucesso, com os ingressos esgotados meses antes da apresentação. A excursão recente começou no Chile, dia 3 de fevereiro. Passou pela Argentina, Uruguai e tem seu último show no Brasil hoje, em Porto Alegre.

Após levar multidões ao Maracanã no Rio e ao Morumbi, em São Paulo, a banda inglesa pode ter se despedido. Há rumores que, por causa da idade dos membros, essa seria a última turnê mundial.

Vídeos publicados nas redes sociais mostram que muitas pessoas estavam descontentes com o que consideram “invocação do diabo”.

Para quem acompanha a trajetória dos Rolling Stones, isso não é novidade. Simpathy for the Devil faz parte do disco Beggar’s Banquet, de 1968. A capa dos álbuns Their Satanic Majesties Request [Sua majestade satânica requisita], de 1967, e  Goats Head Soup [Sopa Cabeça de bode] de 1973 já mostrava essa ligação da banda com a adoração ao diabo.

O jornalista e escritor inglês Philip Norman publicou uma biografia não autorizada de Mick Jagger em 2012. Segundo o escritor, após Jagger ler o livro “O Mestre e Margarida”, do russo Mikhail Bulgákov, ficou impressionado com a história e influenciado por Marianne, compôs a música Sympathy for the Devil [simpatia pelo Diabo], que foi um grande sucesso.

Nesse obscuro livro, Bulgákov defende que o grande triunfo de Satanás foi colocar Pôncio Pilatos no caminho de Jesus, recusando a salvá-lo da cruz. Na composição de Jagger, algumas celebridades históricas aparecem para continuar o que foi feito por Pilatos: Hitler, os assassinos da família real russa e os responsáveis pela morte de vários membros da família Kennedy.

As imagens do show e o histórico da música não deixam dúvida que, mais que uma canção, o que ocorreu nos shows da banda foi uma invocação.

Assista trecho filmado por fã em São Paulo:

https://youtu.be/okUFgWXIGPs

 

Extraído do site do portal de notícias religiosas Gospel Prime / São Paulo – SP
https://noticias.gospelprime.com.br/rolling-stones-invocam-demonio-show-brasil/

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *