Breaking News

Saiba quanto foi e o que foi feito do ‘despacho’ para os deputados do PI

Rubem Martins, Robert Rios e Marden Menezes estampavam o ‘trabalho’ feito em Codó

“Trabalho’ realizado em Timon – 30/10/2016 às 09h58

 

000-29-300x250ePor Jhone Sousa
Enviado à Codó (MA)

Quando se fala em Codó no Maranhão, pensamos logo em macumba, tambores, Bita do Barão e despachos. As características que às vezes são até preconceituosas, de longe mostram a realidade do município. Mas um caso veio à tona recentemente e levantou mais uma vez o debate sobre o que acontece na cidade: um despacho foi encontrado . Poderia ser apenas mais um, mas além de galinhas pretas mortas e velas negras, a foto de três políticos piauienses chamou a atenção. Rubem Martins (PSB), Robert Rios (PDT) e Marden Menezes (PSDB) estampavam o ‘trabalho’ feito. Mas quem teria encomendado o serviço? Quanto custou? Com qual necessidade?

180 foi até Codó e ao contrário do que se pensa, o ‘tema’ religioso não é algo marcante quando se chega à cidade, exceto por uma placa enorme anunciando o ‘mistério dos encantados’ organizado pelo pai de santo Mestre Bita do Barão.

Não há ‘terreiros’ por todo canto, despachos e pessoas vestidas com roupas usadas em rituais como se pensa, mas encontrar um ‘agenciador’ das práticas não foi tarefa difícil.

Um rapaz andava pela rua e foi questionado onde era o local onde o ‘despacho’ para os deputados havia sido realizado. Ele disse que trabalhava para um pai de santo e precisou ver o vídeo para apontar onde era o lugar.

1-3652

2-2578

Ele não conhecia os parlamentares, mas logo disse: “sei quem orientou a fazer isso”. O jovem não quis dizer quem era, pois era ‘perigoso’, que este homem era vidente, estava vendo aquele diálogo e que aquilo poderia complicá-lo, mas com o pouco de insistência ele deu alguns detalhes.

4-1773-1

5-1483-1

O LOCAL DO DESPACHO
As cinco galinhas pretas foram colocadas em pratos feitos de argila na manhã desta sexta-feira (28/10) e encontradas por policiais. Com as pernas amarradas, os animais foram colocados em uma rua bem movimentada do bairro Veredas, próximo ao clube de festas Tio Sam. Normalmente esses despachos são feitos em encruzilhadas, o cruzamento de ruas, e a oferenda pode ser feita em formato de x ou de +, a depender do despacho a ser feito. Mas também tem a encruzilhada em T, onde são feitas as entregas para Pomba-gira, e foi justamente como esta oferenda estava. De um lado o clube que fica em uma esquina e do outro um terreno baldio.

No local, o despacho já estava desfeito, na verdade ele foi ‘atropelado’, os pratos estavam destruídos e havia pedaços de galinha para todo lado, mas a foto dos deputados não estava mais lá.

3-2216

4-1777

5-1485

QUANTO CUSTOU?
Segundo a fonte, que temia ser descoberta pelo ‘pai de santo’, esse tipo de orientação ou a ‘produção’ do despacho custa normalmente R$ 3 mil, mas pode haver negociação. Questionado se esse valor era comum, se não estava muito caro, ele disse que realmente esse era um dos mais ‘valiosos’, que mostrava a seriedade e determinação que o ‘encomendador’ tinha.

QUEM TERIA FEITO O DESPACHO
O rapaz disse que não sabia quem pediu o despacho para os deputados, que essas informações eram ‘sigilosas’, pois muita gente ‘grande’ procurava a cidade para este tipo de serviço, mas que com certeza era alguém que estava muito irritado. Ele chegou a insinuar que este tipo de oferenda era para alguma questão amorosa, mas ao ser lembrado que se tratava de três deputados, ele desistiu da hipótese.

6-1254

QUEM ORIENTOU?
O rapaz não quis dizer quem ‘coordenou’ o despacho para os deputados, pois disse que na cidade apenas um fazia esse tipo de serviço. No fim da conversa, ele falou os principais ‘pais de santo’ de Codó, todos ligados a Bita do Barão, entre eles estavam Diego, Tio Café, Domingueira e Rua da Criola.

NAS PRÓXIMAS MATÉRIAS
Além dos três deputados, a foto de outro político famoso foi encontrada nos ‘destroços’ do despacho, além de páginas de uma famosa revista do Piauí. Qual o envolvimento do Bita do Barão neste caso? O 180 visitou o pai de santo e vai revelar se tem o ‘dedo’ do ‘mestre’ que orienta muitos políticos famosos do Brasil.

*Com colaboração de Maelson Ventura

 

Extraído do site 180 Graus / Teresina – PI
http://180graus.com/noticias/saiba-quanto-foi-e-o-que-foi-feito-do-despacho-para-os-deputados-do-pi

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *