Breaking News

Seminário discute adoção do idioma ioruba ao patrimônio brasileiro

Texto: Sérgio d´Giyan & Márcio de Jagun

 

O IPHAN – Instituto Nacional do Patrimônio Artístico Nacional realiza um seminário para debater e esclarecer à comunidade a proposta para inclusão do idioma ioruba no Inventário Nacional de Diversidade Linguística (INDL/IPHAN), a fim de atender ao projeto proposto pela ANMA – Associação Nacional de Mídia Afro.

O Decreto nº 7.387, de 9 de dezembro de 2010, instituiu o Inventário Nacional da Diversidade Linguística (INDL) como instrumento oficial de identificação, documentação, reconhecimento e valorização das línguas faladas pelos diferentes grupos formadores da sociedade brasileira, e já catalogou diversos idiomas, principalmente, de origem indígena.

A pesquisa que fundamentou o processo foi de responsabilidade do presidente da ANMA, o Professor e Babalorixá Márcio de Jagun, que contou com o apoio de colaboradores e técnicos do IPHAN. O trabalho de catalogação para embasar o requerimento, necessitou da minuciosa separação de mapas históricos e geográficos, estudos da etimologia do idioma, sua origem, a chegada e disseminação no Brasil, etc.. Todo este processo de preparação demandou cerca de um ano e três meses de trabalho árduo, com freqüentes reuniões e levantamento de documentos para fundamentar o processo.

Segundo o instituto, esta é a primeira iniciativa em todo o Brasil no que diz respeito a um idioma africano. Segundo orientações dos próprios técnicos do IPHAN, como é uma ação pioneira, a recomendação foi tratar a língua dos “nagôs” como paradigma, para que a ANMA possa, em seguida, incluir também outros idiomas como o ewe, fon, bantu, etc.

O Seminário terá como título: “Ioruba: Idioma Africano, Identidade Brasileira” e constitui uma das etapas deste processo de patrimonialização pela instituição.

O referido evento será realizado no auditório da sede do IPHAN/RJ, na Avenida Rio Branco, 46 – Centro, Rio de Janeiro – RJ, dia 29 de maio, das 15hs às 17hs.

 

As apresentações durante o evento serão as seguintes:

Sr. Marcus Vinícius Garcia/IPHAN-DF – Tema: O INDL e sua Objetivação;

Sra. Mônica Costa/Superintendente IPHAN-RJ – Tema: O Ioruba e a Base para sua Inclusão no INDL;

Sra. Ignez Teixeira/Dir. Financeiro da ANMA – Tema: A ANMA e sua Trajetória;

Sr. Márcio de Jagun/Pres. da ANMA – Tema: O Idioma Ioruba e sua Importância Histórica e Cultural.

 

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *