Breaking News

Seria possivel me enviar algumas rezas em yorubá?

Seria possível me enviar algumas rezas em yorubá?

Tem uma que diz  ” dilonga dilongá caingue casange .(…) cumbaê tecoro cumbelê  tecoro   etc..

Remetente: Gilson

Resposta:

Esta reza é banto (Angola) e não yorubá (Ketu). Um outro ponto importante e fundamental é que reza se aprende na Casa de Axé e nunca por internet, há ainda a questão do ritmo, não há como ensinar a forma de cantar por internet, e mesmo que se possa fazer isso, é preciso saber se na sua casa de santo esta reza é utilizada. Portanto eu afirmo que é mais seguro aprender as rezas com alguém da sua confiança, dentro de seu axé.

Axé, Tomeje.

 

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Ilé Asé Omin Oiyn, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Hoje, é editor do Jornal Awùre. Diretor Financeiro da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. Colabora com a assessoria de comunicação do PPLE - Partido Popular da Liberdade de Expressão Afro-Brasileira. É sócio diretor na agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *