Breaking News

Sudão proíbe construção de igrejas

Governo sudanês não autoriza a construção de novas igrejas católicas no país, alegando que os templos existentes são suficientes para o número de cristãos

 

Texto Francisco Pedro | Foto Lusa | 14/07/2014 | 17:48

 

Khartoum celebrates as peace deal is signed in Kenya
Khartoum celebrates as peace deal is signed in Kenya
governo não autoriza a construção de igrejas por entender que as existentes são suficientes para o número cada vez mais reduzido de cristãos

O ministro dos Assuntos Religiosos do Sudão, Shalil Abdullah, anunciou no passado fim de semana que o governo não irá autorizar a construção de mais igrejas, por entender que os locais de culto existentes são suficientes para uma população de cristãos cada vez mais reduzida, após a independência do Sudão do Sul, em 2011.

A decisão mereceu a contestação do secretário-geral do Conselho de Igrejas do Sudão, Kori El Ramli, que classifica a medida como um ataque à liberdade religiosa. Desde 2011 que milhares de sul-sudaneses, na sua maioria cristãos, estão a regressar às suas terras de origem. E em Cartum, como na região norte do Sudão, grande parte da população é árabe e muçulmana.

 

Extraído do site Fátima Missionária

http://www.fatimamissionaria.pt/artigo.php?cod=30107&sec=8

About The Author