Breaking News

Tradicional terreiro do Gantois recebe visita de rei nigeriano em Salvador

Alaafin de Oyo, Oba Adeyemi III participou de cerimônia na capital baiana.

Rei agradeceu o acolhimento e disse estar emocionado com a visita.

Do G1 BA | 31/07/2014 14h21 - Atualizado em 31/07/2014 14h21

  gantois O tradicional terreiro do Gantois, no bairro da Federação, em Salvador, recebeu nesta quinta-feira (31) a visita do rei nigeriano da cidade de Oyo, Alaafin de Oyo, Oba Adeyemi III. Juntamente com uma comitiva de mais de 20 pessoas, ele visitou o memorial da mãe Menininha e palestrou para uma casa lotada de adeptos do Candomblé. (Veja no vídeo acima como foi parte da cerimônia de acolhimento ao rei Alaafin). "Eu realmente gostaria de dar saudações, profundamente, do coração. Estou muito emocionado, e esta mãe, que está aqui ao meu lado, lembra-me de todas as grandes mães que já moraram no nosso palácio de Oyó", disse o rei, em referência a mãe Carmem, filha de Mãe Menininha e atual Iyalorixá do terreiro. "O povo do candomblé celebra essa união, esse vínculo forte que existe entre a África, o Brasil e a Bahia. Nesse momento nos sentimos alegres e felizes em ver irmãos unidos no mesmo objetivo, que é a fortificação do axé, é um momento de muita emoção, estamos que não aguentamos de felicidade, e ele também, sinto uma recíproca maravilhosa", disse a Iyalorixá do terreiro. A visita da comitiva nigeriana encerra a programação do I Seminário Internacional para Preservação do Patrimônio Cultural Compartilhado entre o Brasil e a Nigéria, que começou na segunda (28) e vai até esta quinta-feira (31).   Extraído do Portal de Notícias G1 http://g1.globo.com/bahia/noticia/2014/07/tradicional-terreiro-do-gantois-recebe-visita-de-rei-nigeriano-em-salvador.html

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *