Breaking News

Ufal sedia encontro científico sobre Quilombolas e povos de terreiros

Evento é realizado pelo Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial e conta com parceria de várias entidades

28/07/2016 15:15

 

Assessoria Ufal sedia encontro científico sobre Quilombolas e povos de terreiros
Assessoria
Ufal sedia encontro científico sobre Quilombolas e povos de terreiros

O Campus do Sertão da Universidade Federal de Alagoas sedia, desta sexta-feira (29) até domingo (31), o 2º Encontro e 1º Jornada Cientifica de Comunidades Quilombolas e Povos Tradicionais de Terreiros. O credenciamento dos participantes começa às 9h. A abertura está prevista para às 10h, em seguida, será apresentada a mostra fotográfica sobre povos tradicionais de terreiro.

A primeira mesa de debates tem como tema Intolerância religiosa no Brasil laico – desafios para a vida em sociedade na construção de direitos, com a coordenação da professora Elvira Barreto (Ufal) e a participação da jornalista Valdice Gomes (Conepir), Luis Fernando Martins (Casa de Oxumaré – BA), Maria das Dores (quilombo do Muquén), Eduardo Fonseca (Cesmac/Ufal) e Mãe Neide Oypa DÓxum (Guesb), além do professor da Uneal Clébio Araújo e das professoras da Ufal Rachel Rocha e Mônica Carvalho.

Vários trabalhos foram aprovados para apresentação nos grupos temáticos: Religião afro-brasileira, intolerância, ancestralidade e direitos no Brasil laico; Questões agrárias, identidade étnica, terra, território e poder; Processos sociais e históricos, lutas sociais e políticas públicas na realidade da comunidade afro-brasileira; e Patrimônio, memória e preservação das tradições dos afro-brasileiros.

Mais informações sobre a programação no blog do evento ou na página do Facebook.

 

Fonte: Ascom Ufal

 

 

Extraído do portal de notícias Alagoas 24hs / Maceió – AL
http://www.alagoas24horas.com.br/991183/ufal-sedia-encontro-cientifico-sobre-quilombolas-e-povos-de-terreiros/

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *