Breaking News

Urgente: bastidores da programação de rádio da IURD é revelada

Conheça, em detalhes, como são feitas as pregações, ao vivo, e as artimanhas dos pastores para ludibriar as pessoas.

profile_261419_1463701343Publicado: 6 agosto 2016

CAROLINA MELLO

 

Edir Macedo da Igreja Universal PUBLICIDADE
Edir Macedo da Igreja Universal
PUBLICIDADE

Marcelo Roque tem um canal no YouTube e afirma ser ex-pastor da#Igreja Universal do Reino de Deus. Ao todo, ele permaneceu durante 20 anos na instituição, trabalhando, inclusive, na rádio da cidade de Criciúma/SC. Ele presenciou cenas estranhas e suspeitas e, hoje, fora da denominação, ele conta detalhes em vídeo, sobre o que acontecia nas reuniões e nas programações da rádio.

Roque relata que, durante a transmissão de pregações, o pastor recebia ligações, ao vivo, e conversava com as pessoas dando orientações. Em uma das ligações que a rádio recebeu, um homem se apresentou dizendo ser pai de santo e começou a fazer ameaças contra o líder, que o desafiou a encontrá-lo no culto, para medirem forças entre as entidades espirituais. Marcelo foi até uma sala, no mesmo local, e viu que a ligação estava sendo realizada por outro pastor, se fazendo passar por pai de santo.

Segundo ele, outras pessoas faziam isso. Uma esposa de pastor chegou a usar a mesma tática, ligando para a rádio, dizendo ser mãe de santo. Ela usou palavras parecidas, em tom de ameaça, na qual o pregador da IURD garantia a todos que ele venceria o confronto, caso ela fosse até a igreja. Durante os cultos, nenhum pai ou mãe de santo aparecia, então o líder contava vantagem dizendo que eles o temiam, por ter Deus ao seu lado.

Em uma reunião, um sapo foi recolhido e colocado em uma caixa, e apresentado durante o culto como sendo um suposto trabalho encomendado. O sapo desapareceu, enquanto o pastor realizava um ritual para desfazer o feitiço. Com isso, muitas pessoas passavam a acreditar no poder desses pregadores, como seres enviados por Deus, com poderes de cura e libertação. Eles faziam os fiéis acreditarem que o que fazia sua vida não dar certo eram os trabalhos de feitiçaria, por isso, somente ali nos cultos ele seria liberto.

Logicamente que, para isso, os frequentadores da denominação deveriam fazer ofertas em dinheiro, como forma de constranger a Deus a libertá-los e abençoá-los. De acordo com Roque, tudo não passa de encenação para ludibriar pessoas sem conhecimento bíblico.

Confira o vídeo:

 

 

Extraído do site de notícias Blasting News / São Paulo – SP
http://br.blastingnews.com/sociedade-opiniao/2016/08/urgente-bastidores-da-programacao-de-radio-da-iurd-e-revelada-001054821.html

About The Author

Sérgio Carvalho se iniciou na Umbanda, pelo Babalorixá Arnaldo de Omulu (in memorian), na T.E.Nanã Buruquê, realizando sua camarinha em dezembro de 1995. Em 2001, se iniciou no Candomblé pelas mãos do Babalorixá Jô d´Osogiyan, no Asé Omin Oiyn Ilè, sendo neto de Iyá Nitinha d´Osun (in memorian), do Asé Engenho Velho - Miguel Couto - RJ. Militante em prol da defesa da religião afro-brasileira, ingressou nas fileiras do extinto IPELCY (Instituto de Pesquisas e Estudo da Língua e Cultura Yorubá), dirigido por Jairo d´Osogiyan. Exerce o cargo de Diretor de Cultura e Comunicação da ANMA - Associação Nacional de Mídia Afro. É proprietário da agência Marfim Assessoria & Eventos. Faz parte da equipe de duas das maiores premiações do jornalismo brasileiro, o Embratel e o Petrobras. É editor responsável pelo jornal web Awùre – http://www.awure.jor.br – veículo que aglutina os momentos mais importantes da cultura e religiosidade afro-brasileira.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *